Notícia

Retomada do crescimento

Confiança tem aumentado "semana a semana", diz presidente da CNI

publicado: 16/08/2016 14h34, última modificação: 26/02/2018 12h28
Em encontro com presidente em exercício, Michel Temer, industriais ressaltaram importância de política de exportações como estratégia de desenvolvimento
Confiança tem aumentado "semana a semana", diz Robson Andrade

Presidente em Exercício Michel Temer durante reunião com membros do Conselho Nacional do Sesi - Foto: Foto: Beto Barata/PR

As medidas saneadoras da economia que vêm sendo adotadas pelo governo em exercício têm resultado no aumento contínuo da confiança do setor produtivo, disse nesta nesta terça-feira (16), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade.

Robson afirmou que essa percepção de melhora do setor é confirmada em todas as pesquisas. Ele participou da reunião do Conselho Nacional do Sesi com o presidente em exercício, Michel Temer.

“A gente tem visto em todas as pesquisas que têm sido feitas com os empresários, a CNI tem a pesquisa de índice de confiança dos empresários, que tem aumentado significativamente. Mês a mês, semana a semana, a gente vê que há um aumento da expectativa e da confiança dos empresários em relação ao futuro do Brasil”, declarou Robson Andrade.

No encontro, em que foram apresentadas demandas do setor, os empresários apontaram a necessidade de uma política de apoio às exportações brasileiras. O presidente da CNI ressaltou que a indústria tem voltado seus objetivos para a exportação e para o comércio internacional.

“Hoje a indústria tem certeza que o comércio internacional não é algo pontual, mas tem de ser uma estratégia de desenvolvimento”, disse. E completou que para o Brasil manter-se aberto às importações, “é preciso que tenhamos competitividade para exportar e para também enfrentar a concorrência internacional dentro do próprio País”. Com esse objetivo, os empresários apontaram a necessidade de se ter previsibilidade cambial e um trabalho que permita à indústria brasileira manter-se competitiva frente à variação do real face ao dólar.

Os empresários apresentaram ainda pautas relativas às reformas previdenciária e trabalhista; a alterações na Norma Regulamentadora nº 12 (NR 12) do Ministério do Trabalho, que trata da segurança em máquinas e equipamentos; e a investimentos em infraestrutura no Nordeste. 

 Fonte: Portal Planalto 

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems
registrado em: , ,
Reportar erro