Notícias

Trabalhador

Ampliação dos saques do PIS/Pasep vai movimentar economia brasileira, diz Temer

publicado: 13/06/2018 12h02, última modificação: 14/06/2018 18h40
Saques do fundo, antes permitidos para aposentados ou maiores de 60 anos, agora são liberados para cotistas de todas as idades que trabalharam entre 1971 e 1988
Temer: Ampliação dos saques do PIS/Pasep vai movimentar economia brasileira

Em casos de cotista falecido, os dependentes podem fazer o saque

O Presidente da República, Michel Temer, sancionou uma lei e assinou um decreto nesta quarta-feira que permitem a ampliação dos saques do fundo PIS/Pasep. Em cerimônia no Palácio do Planalto, Temer afirmou que a medida vai “mobilizar e movimentar” a economia do País. “São mais de R$ 39 bilhões que serão muito bem recebidos pelas famílias brasileiras e serão inseridos na economia brasileira, nosso objetivo central”, afirmou.

A retirada dos valores, que antes era possível apenas em caso de aposentadoria ou para trabalhadores com mais de 60 anos, agora foi estendida para todos que trabalharam entre 1971 e 1988. Em casos de cotista falecido, os dependentes podem fazer o saque.

Confira perguntas e respostas sobre a ampliação do saque do PIS/Pasep

De acordo com o Ministério do Trabalho, a medida deve beneficiar cerca de 28,7 milhões de pessoas. “Esses R$ 39 bilhões são valores preciosos, que não pertencem à Caixa Econômica Federal ou ao governo, mas ao próprio trabalhador”, disse o presidente.

Esta medida soma-se a tantas outras que já tomei para que os brasileiros tenham um alívio em seu orçamento doméstico. Como o saque das contas inativas do FGTS, a distribuição dos lucros do Fundo de Garantia e o acordo dos planos econômicos.

— Michel Temer (@MichelTemer) 13 de junho de 2018

Fonte: Planalto

registrado em: , , ,
Assunto(s): Trabalho