Notícias

Rota 2030

Em reta final de discussão, Rota 2030 trará novos incentivos à produção nacional de veículos

publicado: 16/04/2018 14h57, última modificação: 10/06/2018 17h38
Programa que prevê regras e incentivos à cadeia automotiva brasileira deve ser lançado em maio

 

Foto: Marcos Corrêa/PREm reta final de discussão, Rota 2030 trará novos incentivos à produção nacional de veículos

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, afirmou nesta terça-feira (24) que o programa de estímulo à indústria automotiva Rota 2030 deve ser lançado ainda no próximo mês. Em entrevista ao Portal Planalto, o ministro ressaltou que as discussões acerca do programa já caminham para uma convergência.

“Nossa expectativa é que o presidente [Michel Temer] esteja anunciando o Rota 2030 no início de maio”, apontou o ministro. “Acreditamos que, com a evolução da discussão, tenhamos condição, muito provavelmente, de anunciá-lo agora no início de maio”, ressaltou.

Marcos Jorge esteve reunido no Palácio do Planalto com o presidente da República, Michel Temer, ministros e representantes do setor automotivo. Uma nova reunião para alinhar outros pontos do programa foi marcada para a quarta-feira (25), no Ministério da Fazenda.

Rota 2030

Em negociação com o Governo do Brasil desde o ano passado, o programa prevê regras e estímulos à cadeia automotiva por um período de 15 anos. O objetivo do acordo é dar previsibilidade, segurança aos investimentos e incentivar a competitividade da indústria nacional de automóveis.

O ministro afirmou ainda que foi construído o consenso, durante a reunião, sobre a necessidade de adotar uma regra de transição de três anos para a adaptação tributária do acordo e também que as partes caminham para uma finalização sobre as regras de investimento em pesquisa e desenvolvimento no setor. “Já é consenso de que precisamos de uma regra de transição nos três anos iniciais no programa”, disse.

Mais qualidade

Para o presidente da Anfavea, entidade que representa as montadoras, Antonio Megale, o programa está caminhando para uma conclusão e vai representar um importante marco para o setor. “Esse acordo traz um regramento importantíssimo para o setor, onde a gente possa definir os investimentos e avançar do ponto de vista tecnológico”, afirmou ao portal Planalto. “Estamos caminhando rapidamente para uma conclusão de entendimentos”, salientou.

Fonte: Portal Planalto

Reportar erro
Assunto(s): Economia e Finanças