Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 12 > Diretor-geral da OMC defende maior inclusão e combate ao protecionismo

Notícia

Diretor-geral da OMC defende maior inclusão e combate ao protecionismo

Relações Internacionais

Na abertura da 11ª Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevêdo destaca "momento histórico" no debate internacional
por Planalto publicado: 10/12/2017 19h02 última modificação: 10/12/2017 19h23
Marcos Corrêa/PR Roberto Azevêdo discursou na sessão de abertura da assembleia da OMC

Roberto Azevêdo discursou na sessão de abertura da assembleia da OMC

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, defendeu neste domingo (10) maior inclusão dos países nas discussões internacionais e união contra o protecionismo nas relações comerciais. "Nós precisamos ser mais inclusivos", afirmou, durante discurso na abertura da 11ª Conferência Ministerial da OMC, em Buenos Aires (Argentina).

Na visão do diplomata, é um "momento histórico" nas relações internacionais. Ele reconhece que existem "algumas distâncias" entre os países em determinados assuntos, mas que as discussões devem continuar. "Nós devemos usar essa oportunidade para fazer progresso em todas as áreas que pudermos", comentou.

Para ele, questões como o aumento do protecionismo na economia em determinadas regiões, assim como tratar novas tecnologias, apostar no desenvolvimento e atacar a pobreza são temas prioritários para a OMC. "Este é um momento histórico. (...) devemos continuar o caminho positivo", disse.

Fonte: Planalto