Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 10 > União destina terreno para ampliação da Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém

Notícia

União destina terreno para ampliação da Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém

Celebração Religiosa

Área será destinada à recepção de romeiros do Círio de Nazaré, uma das maiores procissões católicas do País, e a trabalhos sociais da igreja
por Planalto publicado: 05/10/2017 10h56 última modificação: 11/12/2017 16h29

O presidente da República, Michel Temer, vai até Belém, no Pará, para participar de cerimônia de doação de uma área da União de 10.800 m² para a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré. O terreno, que antes era usado pelo Exército, será destinado a atividades de evangelização, recepção de romeiros e trabalhos sociais da igreja.  

Uma das maiores procissões católicas do País, o Círio de Nazaré é realizada há mais de dois séculos. Anualmente, o evento reúne mais de 2 milhões de fiéis numa caminhada de horas pelas ruas da cidade.

 

“Com o novo espaço, a Arquidiocese terá mais espaço para acolher os romeiros e realizar as atividades da igreja ao longo do ano. Agora, a corda que sustenta a fé na padroeira terá mais espaço para receber e proteger os mais de 2 milhões de fiéis. É uma honra pra mim poder acrescentar mais um capítulo à linda história do Círio de Nazaré”, disse Temer em suas redes sociais.

Há cerca de 168 anos, a área ao lado da basílica passou a ser patrimônio da União, e há anos os representantes da igreja no estado a solicitam. Em apenas sete dias, com o empenho dos parlamentares paraenses e dos Ministérios da Defesa, Integração Nacional e Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, a questão foi solucionada.  

Projetos sociais

Em entrevista ao Planalto, o arcebispo de Belém, dom Alberto Taveira Corrêa, afirmou que o terreno será usado para tudo que diz respeito ao Círio de Nazaré, como acolhimento de romeiros e peregrinos e atividades sociais. Nos planos, a construção de um centro de eventos que possa dar abrigo às pessoas que viajam a Belém.

Segundo dom Alberto, os serviços sociais da basílica também serão ampliados a partir da doação do terreno. “Toda manifestação de fé gera expressões culturais e temos consciência de que o evento é o mais significativo, que toma conta de toda a realidade de Belém”, afirmou

O protocolo da doação do terreno será assinado pelos ministros da Defesa, Raul Jungmann, e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira. 

Foto: Alexandre Silva/PR

doação terreno união

Fonte: Planalto