Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 08 > Temer, sobre distribuição dos lucros do FGTS: "Conquista dos trabalhadores"

Notícia

Temer, sobre distribuição dos lucros do FGTS: "Conquista dos trabalhadores"

FGTS

Ao oficializar o repasse de R$ 7,28 bilhões para contas do Fundo de Garantia, presidente da República destaca atuação responsável do governo
por Portal Planalto publicado: 10/08/2017 17h16 última modificação: 11/08/2017 10h18

Iniciativa inédita, a divisão do lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma conquista dos trabalhadores brasileiros, os “verdadeiros donos do dinheiro”. A afirmação é do presidente da República, Michel Temer, durante a cerimônia que confirmou o repasse de R$ 7,28 bilhões para as contas dos FGTS.

“Hoje, nós celebramos mais uma conquista dos trabalhadores brasileiros”, afirmou Temer, ao ressaltar o caráter inédito da iniciativa. Ela está prevista na Lei 13.446/2017, que também permitiu o saque das contas inativas até 31 de dezembro de 2015. “É a primeira vez que os lucros do Fundo de Garantia são divididos com os verdadeiros donos do dinheiro.”

Para Temer, a medida reflete uma posição adotada pelo próprio governo, que pensa nos trabalhadores “com respeito, sem paternalismo”. Com a medida, 245,7 milhões de contas vinculadas ao fundo receberão os recursos oriundos dos lucros obtidos no ano passado, beneficiando 88 milhões de trabalhadores a partir de 31 de agosto.

O valor depositado será feito com base no saldo da conta vinculada em 31 de dezembro de 2016 e corrigido acima da inflação, a 7,14%. “E com isso nós estamos hoje, na verdade, recompensando melhor o esforço diário de milhões de brasileiros. Com muita responsabilidade”, avaliou.

Já na visão do presidente da Caixa Econômica, Gilberto Occhi, a liberação desses recursos irá fortalecer a sociedade brasileira, no que considerou uma “vitória” do trabalhador”. “São medidas como essa que valorizam, fortalecem e trazem benefício para toda a sociedade brasileira”, reforçou.

Responsabilidade

Aumentar a lucratividade do FGTS e repartir o lucro com os trabalhadores não são as únicas medidas do governo que refletem a conjunção da responsabilidade fiscal com a social. “A cada dia, nós praticamos um ato, hora da responsabilidade fiscal, ou seja, o governo não mente para o povo brasileiro. Faz, muitas vezes, toma medidas rigorosas, mas indispensáveis para a higidez das finanças públicas do nosso País”, ressaltou.

Lucro do FGTS será dividido com o trabalhador

Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério do Planejamento

registrado em: , ,
Assunto(s): Economia