Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 08 > Governo libera R$ 24,2 milhões para ações de defesa civil em Maceió

Notícia

Governo libera R$ 24,2 milhões para ações de defesa civil em Maceió

Defesa Civil

Recursos somam a outros R$ 700 mil já destinados e serão usados para a reconstrução de áreas afetadas pela chuva na capital alagoana
por Portal Planalto publicado: 17/08/2017 17h02 última modificação: 18/08/2017 13h00
Alan Santos/PR Presidente Temer assinou decreto liberando R$ 24,2 milhões

Presidente Temer assinou decreto liberando R$ 24,2 milhões

Portaria assinada nesta quinta-feira (17) pelo presidente da República, Michel Temer, liberou R$ 24,2 milhões para ações de defesa civil em Maceió. Os valores, que se somam a outros R$ 700 mil já destinados, serão usados para a reconstrução de áreas afetadas pela chuva na capital alagoana.

Com a verba, por exemplo, será possível reforçar encostas nas áreas de risco maior, além de reconstruir rodovias destruídas pelas chuvas. Segundo o ministro dos Transportes, Portos e Aviação, Maurício Quintella, estradas federais que cortam o município terão os reparos feitos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

“O governo federal agora está se responsabilizando. Houve uma modificação nesse convênio que permitirá que o Dnit possa fazer essas obras não só de tapa buraco, reconstrução dessas rodovias que estão dentro das cidades, mas de fazer uma manutenção permanente”, explicou o ministro.

Segundo o secretário Nacional de Defesa Civil, coronel Newton Ramlow, o órgão mapeou as áreas de risco na cidade. O próximo passo, acrescenta, é realizar a contenção de barreiras para evitar desastres. “Para nós, é muito importante acompanhar a capital de Alagoas, porque é uma cidade delicada”, afirmou.

Desabrigados

“Este ano de 2017 sofremos o maior volume de chuvas dos últimos 30 anos na nossa capital”, afirmou o prefeito da capital alagoana, Rui Palmeira. De acordo com ele, mais de 1 mil famílias perderam suas casas. Além disso, milhares de famílias vivem em áreas de risco. “Os danos foram muitos na nossa cidade”, disse.

Fonte: Portal Planalto