Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 08 > Abertura de cursos de medicina fortalece educação e saúde, diz Temer

Notícia

Abertura de cursos de medicina fortalece educação e saúde, diz Temer

Ensino Superior

Na primeira fase do projeto, quatro estados do Sul e Sudeste terão 710 vagas anuais. Ampliação reforça condições para médicos chegarem ao interior do País
por Portal Planalto publicado: 01/08/2017 17h07 última modificação: 01/08/2017 21h22
Exibir carrossel de imagens Alan Santos/PR Para Temer, medida contribui para levar médicos ao interior

Para Temer, medida contribui para levar médicos ao interior

O presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta terça-feira (1º) que a abertura de 11 cursos de medicina em quatro estados brasileiros fortalece a educação e a saúde do País. Na visão de Temer, a assinatura do ato vai possibilitar que o interior do Brasil tenha maior oferta de médicos no futuro.

Em cerimônia no Palácio do Planalto, Temer, junto ao ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou o ato que permitirá a criação de 710 vagas por ano. Também participaram do evento os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Saúde, Ricardo Barros. “Nós estamos, na verdade, ao longo do tempo, fortalecendo a educação e a saúde”, afirmou.

Receberão novos cursos os estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo. Nas fases seguintes do projeto, serão contempladas as regiões Norte e Nordeste do País. Para o presidente da República, ao autorizar a abertura de vagas no interior, o governo federal cria as condições para ampliar a rede de saúde.

Autonomia

“Estamos criando condições para que mais médicos cheguem ao interior do nosso país. É o nosso compromisso, na verdade, com a redução das desigualdades regionais, também em matéria de saúde”, disse. Temer aponta que medidas como a autorização de cursos reforça a prática do governo de descentralizar a gestão e aumentar a cooperação com estados e municípios.

Vem do governo federal o próprio modelo de descentralização. Temer ressaltou a autonomia dada aos ministérios para conduzir de melhor forma as políticas públicas. Sob coordenação do presidente, eles apresentam propostas para o País voltar aos trilhos do crescimento. “Essa é fórmula que garante agilidade, eficiência e resultados”, disse.

Fonte: Portal Planalto