Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 07 > Temer anuncia aporte de recursos para ampliar atendimento em saúde bucal

Notícia

Temer anuncia aporte de recursos para ampliar atendimento em saúde bucal

Gestão

Durante cerimônia, presidente destacou a importância da eficiência de gestão e seriedade no trato com o dinheiro público
publicado: 20/07/2017 12h30 última modificação: 21/07/2017 12h07
Foto: Alan Santos/PR Presidente destaca “capacidade extraordinária” de gestão do ministro da Saúde, Ricardo Barros

Presidente destaca “capacidade extraordinária” de gestão do ministro da Saúde, Ricardo Barros

O presidente da República, Michel Temer, anunciou, nesta quinta-feira (20), novo aporte financeiro para a área de saúde.  No total, R$ 344,3 milhões serão reaplicados para qualificar, ampliar e fortalecer o atendimento à saúde bucal no Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Brasil.

Durante a cerimônia, Temer destacou a prioridade do governo com a eficiência de gestão e com o trato com o dinheiro público. “Desde o primeiro dia temos promovido eficiência no governo. Se hoje nós podemos revalorizar a odontologia no SUS, é porque trabalhamos muito, com método e disciplina, e esta é mais uma prova que o Brasil não parou”, afirmou.

O investimento na saúde bucal vai permitir a contratação de 2,3 mil novas equipes, 34 unidades móveis e 10 mil cadeiras odontológicas, com raio-x, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Dessa forma, os beneficiados pelo serviço passarão de 104 milhões para 111 milhões.

“Essa cerimônia é fruto de uma gestão eficiente. Em face das dificuldades orçamentárias pelas quais o governo passa, o ministro [da Saúde, Ricardo Barros] economizou valores expressivos”, apontou o presidente.

Mais investimentos

Este foi o segundo anúncio, em apenas uma semana, de ampliação dos investimentos em saúde. Na última quinta-feira (13), o presidente anunciou a reaplicação de R$ 1,7 bilhão para atenção básica.

Os recursos são provenientes de economia que o Ministério da Saúde obteve com a renegociação de contratos para a compra de medicamentos e vacinas, por exemplo. Agora, os valores serão reaplicados na atenção básica e compra de veículos como vans e ambulâncias.

Liberação de mais recursos para saúde bucal

Fontes: Portal Planalto, com informações do Ministério da Saúde