Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 07 > Reformas já trazem resultados concretos na sociedade, diz Temer

Notícia

Reformas já trazem resultados concretos na sociedade, diz Temer

Economia

Presidente destacou as vendas de veículos novos no Brasil, que subiu 13,49% em junho, sendo o segundo mês de crescimento consecutivo
por Portal Planalto publicado: 04/07/2017 21h10 última modificação: 04/07/2017 21h10
Wilson Dias/Agência Brasil Em maio, a indústria brasileira obteve o maior crescimento para o mês desde 2011

Em maio, a indústria brasileira obteve o maior crescimento para o mês desde 2011

O presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta terça-feira (4) que as reformas levadas adiante pelo governo já trazem resultados concretos que confirmam a retomada do crescimento, com geração de empregos e renda no País.

Em mensagem lida pelo porta-voz da República, Alexandre Parola, o presidente destacou dados como a venda de veículos novos no Brasil, que subiu 13,49% em junho, sendo o segundo mês de crescimento consecutivo. “Este mercado não apresentava expansão na primeira metade do ano desde 2013”, disse.

Outro avanço citado foi na indústria: em maio, o País obteve o maior crescimento para o mês desde 2011 e expandiu-se 0,8%. A Utilização da Capacidade Instalada na indústria também melhorou e está em 77,4%.

“Esses dados vêm somar-se aos números já conhecidos de queda da inflação, da taxa de juros e de redução do desemprego, o que confirma que o País deixou para trás a recessão e está de volta aos trilhos do crescimento e da criação de mais empregos”, afirmou o presidente.

Temer também lembrou dados importantes divulgados no início da semana. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou pesquisa que mostra que as vendas nas fábricas aumentaram 5,5% em maio. 

No comércio exterior, o Brasil teve em junho o melhor resultado para o mês da série histórica, ou seja, desde 1989. "Tivemos um superávit em junho de mais de US$ 7 bilhões. As exportações cresceram quase 24% em comparação com junho do ano passado."

No primeiro semestre do ano, o saldo comercial acumulado de US$ 36,2 bilhões também apresenta um recorde histórico.

Fonte: Portal Planalto