Notícia

Brasil no Mercosul

Meirelles: acordo assinado com Argentina vai evitar distorções tributárias

publicado: 21/07/2017 13h59, última modificação: 26/02/2018 12h28
Durante a 50ª Reunião do Conselho do Mercado Comum e Cúpula do Mercosul e Estados Associados, Brasil e Argentina assinam acordo que vai beneficiar empresas
Meirelles: acordo assinado com Argentina vai evitar distorções tributárias

Presidente da República, Michel Temer, acompanhado dos ministros da Fazenda e das Relações Exteriores

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o acordo assinado nesta sexta-feira (21) com a Argentina vai evitar distorções tributárias para empresas que atuam nos dois países. O documento foi assinado durante a 50ª Reunião do Conselho do Mercado Comum e Cúpula do Mercosul e Estados Associados.

Segundo Meirelles, o protocolo assinado também previne a evasão fiscal de imposto sobre a renda. “O acordo é muito importante porque ele evita distorções tributárias para empresas que tenham operações em ambos os países”, explicou.

A reunião desta sexta-feira, realizada na Argentina, também marca a entrada do Brasil na presidência temporária do bloco comercial pelos próximos seis meses. Neste período, o País deve buscar o fortalecimento da integração regional e da agenda externa do bloco comercial com outros países e continentes.

“O que existe, a partir de agora, é a garantia de que haverá tributação justa, correta e seguindo a alíquota que prevalece em cada país”, observou. Meirelles também classificou a mudança da presidência do Mercosul para o Brasil como importante. “Entramos em um novo ciclo de cooperação econômica. A presidência temporária do Brasil é importante e existe um entusiasmo grande dos países”, afirmou.

Fonte: Portal Planalto

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems