Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 07 > Governo brasileiro leva ao Brics mensagem de responsabilidade e diálogo

Notícia

Governo brasileiro leva ao Brics mensagem de responsabilidade e diálogo

Brasil no G20

Presidente Michel Temer participou, na manhã desta sexta (7), de reunião com líderes do Brics na Alemanha
publicado: 07/07/2017 06h48 última modificação: 07/07/2017 16h28
Foto: Rogério Melo / PR Presidente com chefes de Estado e de governo do Brics

Presidente com chefes de Estado e de governo do Brics

Em reunião com chefes de Estado e de governo do Brics, grupo econômico formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o presidente da República, Michel Temer, ressaltou nesta sexta-feira (7) a importância do bloco para o crescimento do Brasil e desenvolvimento global. 

“Neste cenário desafiador, a mensagem que o Brasil traz a Hamburgo é de responsabilidade e abertura. Responsabilidade na busca de caminho seguro para o crescimento sustentado com base sempre no diálogo. Abertura ao mundo, à pluralidade de ideias, a novas e antigas parcerias econômicas”, disse Temer.

No encontro do Brics, que ocorre durante a reunião do G20, em Hamburgo, na Alemanha, Temer afirmou que o bloco econômico é o espaço em que os esforços individuais de cada nação são traduzidos em ganhos conjuntos.

O presidente também destacou a abertura de novos mercados e a possibilidade de crescimento para o País em diversos setores. “O Brasil atribui elevada prioridade ao Brics, vemos a cooperação intra-Brics como valioso instrumento para multiplicar oportunidades, não apenas na área financeira, temos aqui também terreno fértil para cooperar nos campos do comércio, do investimento, da inovação, ciência e tecnologia”, afirmou o presidente nesta manhã.

O encontro no G20 traz a oportunidade de o Brics se comprometer com o sistema multilateral de comércio, com a proteção ao meio ambiente por meio do Acordo de Paris e transformar as políticas da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas em realidade.

Fonte: Portal Planalto