Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 07 > Entenda como funciona o Mercosul, que se reúne nesta semana

Notícia

Entenda como funciona o Mercosul, que se reúne nesta semana

Brasil no Mercosul

Após a reunião, Brasil passará a presidir o bloco econômico composto pelas principais economias da América do Sul
por Portal Planalto publicado: 20/07/2017 19h05 última modificação: 02/08/2017 15h32
Arquivo/Agência Brasil Bloco comercial terá a presidência do Brasil pelos próximos seis meses

Bloco comercial terá a presidência do Brasil pelos próximos seis meses

Neste mês, o Brasil assumirá a liderança do Mercosul, importante bloco que conta com as principais economias da América Latina. Na próxima sexta-feira (21), o presidente da República, Michel Temer, estará em Mendonza, na Argentina, onde se reunirá com a cúpula do bloco econômico.

Os países deverão discutir a integração do bloco latino-americano com a União Europeia e os valores democráticos dos países que integram o grupo. Além disso, a aproximação comercial com a Colômbia também deverá ser abordada no encontro.

A seguir entenda mais sobre o Mercosul.

O que é o Mercosul?

Em 1991, Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai assinaram o Tratado de Assunção, justamente para criar um bloco econômico de livre comércio de bens, serviços e fatores produtivos.

Contudo, foi apenas em 1994 que o bloco configurou seu marco institucional, o que permitiu a oficialização do Mercosul e atribuiu sua competência de negociar, em nome próprio, acordos com outros países e organismos internacionais.

Quais países fazem parte do Mercosul?

O bloco é composto por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Em 2012, a Venezuela se tornou parte do grupo, mas atualmente está suspensa do bloco, em função da complicada situação social e política pela qual passa o país.

Todos os países da América do Sul participam do Mercosul como associados. A Bolívia, por exemplo, está em processo de adesão ao bloco econômico e as negociações de aproximação com a Colômbia estão avançando.

Quais as características do bloco?

A missão institucional do Mercosul é fazer as integrações política, econômica e social entre os países que fazem parte.

Para isso, o bloco adotou uma união aduaneira de livre circulação de mercadorias, balizada por uma tarifa de importação comum. Na prática, atuam por meio de uma política comercial conjunta.

Qual a importância do Mercosul?

Ele é fundamental para a atividade industrial dos países integrantes. Um dos setores que mais se beneficia do acordo, por exemplo, é o automotivo. Por meio do Mercosul, Brasil e Argentina integraram suas cadeias produtivas e se tornaram líderes globais no mercado de automóveis.

O bloco comercial não se limita apenas ao fator comercial e econômico, mas conta também com iniciativas que abrangem infraestrutura, ciência, tecnologia, além de políticas sociais, por exemplo.

Qual a relevância do Mercosul no contexto mundial?

Juntos, os países do Mercosul possuem um Produto Interno Bruto (PIB) na ordem de US$ 2,7 trilhões. Se fosse um país, o bloco ocuparia a posição de quinta maior economia do mundo.

Ao mesmo tempo, a população total do Mercosul é de 291 milhões de habitantes, o que representa cerca de 3,9% da população global.

O que vai mudar com o Brasil na presidência do bloco?

O enfoque do Mercosul passará a ser mais dinâmico e objetivo quanto à economia, e a integração dos países que compõem o bloco em relação ao mundo também será mais dinâmica.

Questões como regulamentos técnicos e sanitários possuirão uma roupagem mais moderna e adaptada à competitividade mundial.

Diante disso, negociações externas, em especial no acordo com a União Europeia e com a Aliança do Pacífico – formado pelo México, Peru, Chile e Colômbia –, serão prioridade.

Entenda como funciona e quem faz parte do Mercosul

Fonte: Portal Planalto