Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 06 > Temer: investimento estrangeiro aumenta no Brasil com agenda de reformas

Notícia

Temer: investimento estrangeiro aumenta no Brasil com agenda de reformas

Brasil na Noruega

No primeiro compromisso oficial na Noruega, presidente da República ressalta papel dos noruegueses no desenvolvimento do País: “mais investimentos virão”
por Portal Planalto publicado: 22/06/2017 14h31 última modificação: 23/06/2017 09h27
portal planalto
Beto Barata/PR Temer participou de encontro com investidores em Oslo

Temer participou de encontro com investidores em Oslo

Colocada em prática a partir de maio do ano passado, a agenda de reformas do governo federal tem propiciado outro resultado direto além da queda da inflação e da taxa de juros: o aumento considerável do investimento externo.

O investimento externo no Brasil, nos primeiros meses de 2017, já passou da casa dos US$ 21,5 bilhões. Somente neste ano, foram investidos mais de US$ 11 bilhões só no setor de infraestrutura – o que representa aumento de 500% em relação ao mesmo período de 2016.

Ao participar de encontro com investidores noruegueses em Oslo, o presidente da República, Michel Temer, enfatizou a melhora do ambiente de negócios. “O Brasil, digo sem medo de errar, está deixando para trás a mais severa crise de sua história”, afirmou.

Concessões

“Queremos que os investidores noruegueses façam parte deste momento muito saudável, muito próspero, que estamos realizando em nosso País”, disse. Em 2016, a Noruega foi o oitavo país em volume de investimentos no Brasil, com destaque para o setor da energia. “Estou certo, e esperançoso de que mais investimentos virão, nos mais variados setores, não apenas na energia.”

Temer destacou o Projeto Crescer, novo modelo para concessões públicas e privatizações, como um bom investimento no País. São oportunidades de negócio que vão de portos a rodovias, de campos de petróleo à exploração de minérios.

“Os novos contratos baseiam-se em regras racionais, que observam a realidade do mercado. São regras, estas todas, que reforçam a segurança jurídica e zelam pela qualidade dos serviços”, disse o presidente.

Apoio do Congresso

Entre as propostas aprovadas e em tramitação, Temer destacou o teto de gastos públicos, a reforma da Previdência e a modernização da legislação trabalhista. Para o presidente, a agenda econômica propiciou a volta dos investimentos e a recuperação do crescimento.

A aprovação das reformas, pontuou o presidente, ocorreu com amplo apoio do Congresso Nacional. O próximo passo, para ele, é a proposta que muda o atual sistema previdenciário, em tramitação na Câmara dos Deputados. 

“Nós vamos aprová-la. Porque é nítida uma compreensão, não só do parlamento brasileiro, mas do povo brasileiro, portanto de toda a sociedade, de que devemos enfrentar uma nova dinâmica demográfica.”

No caso da modernização da legislação trabalhista, Temer destacou que ela  já aprovada na Câmara e em exame no Senado Federal – dará mais segurança aos investidores, empregadores e trabalhadores.

“Esta reforma trabalhista tem como foco principal o reforço dos acordos coletivos, para adaptar as regras vigentes ao mundo atual e, com isso, naturalmente reduzir o número de ações na chamada Justiça do Trabalho”, disse.

Fonte: Portal Planalto