Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 06 > Reformas e marco do pré-sal vão estimular investimentos, diz ministro norueguês

Notícia

Reformas e marco do pré-sal vão estimular investimentos, diz ministro norueguês

Brasil na Noruega

Segundo Bøorge Brende, da pasta de Negócios Estrangeiros da Noruega, parceria entre os dois países é forte e de longo prazo
por Portal Planalto publicado: 22/06/2017 19h05 última modificação: 23/06/2017 09h41
Beto Barata/PR Temer participou de encontro com o ministro e investidores noruegueses

Temer participou de encontro com o ministro e investidores noruegueses

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Noruega, Bøorge Brende, afirmou, nesta quinta-feira (22), que as reformas estruturais e o novo marco regulatório do pré-sal aumentam o interesse de investidores internacionais no Brasil. Ele participou de uma reunião com o presidente da República, Michel Temer, e investidores noruegueses em Oslo.

“Temos grande satisfação que o presidente conduza mudanças estruturais, fazendo a economia brasileira mais competitiva. E também quando se trata de abrir o setor de energia brasileiro. Estamos prontos para participar nestas novas oportunidades”, afirmou.

A Noruega foi o oitavo maior investidor estrangeiro no Brasil em 2016, com destaque para participação no setor de petróleo e gás. O estoque de aplicação financeira no País, entre 2009 e 2014, passou dos US$ 23 bilhões.

Relações comerciais

Falando sobre a ampliação das relações comerciais, Bøorge Brende elogiou afirmação de Temer sobre a possibilidade de celebrar acordos entre o Mercosul, os noruegueses e a Associação Europeia de Livre Comércio (Efta). O Brasil assume a presidência do bloco comercial neste ano.

O ministro falou ainda da satisfação dos noruegueses em receber Michel Temer logo em sua primeira viagem como presidente ao continente europeu. “A parceria da Noruega no Brasil vai continuar, sempre foi forte e é de longo prazo. Sei que o senhor pode ter confiança e depender dos amigos noruegueses”, disse.

Fonte: Portal Planalto