Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 06 > Estatais registram lucro de R$ 10,48 bilhões no primeiro trimestre

Notícia

Estatais registram lucro de R$ 10,48 bilhões no primeiro trimestre

Lei das Estatais

Dados apresentados pelo ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão reforçam a importância da lei no resultado das empresas após sanção da lei de responsabilidade
publicado: 29/06/2017 14h04 última modificação: 29/06/2017 21h44
Marcos Corrêa/PR Ministro Dyogo Oliveira apresentou os números das estatais na cerimônia

Ministro Dyogo Oliveira apresentou os números das estatais na cerimônia

Como resultado direto da Lei de Responsabilidade das Estatais, as principais empresas públicas brasileiras registraram lucro de R$ 10,48 bilhões no primeiro trimestre deste ano. O valor é 1.997% maior que o registrado no mesmo período de 2016, quando o lucro das cinco estatais foi de aproximadamente 500 milhões.

O desempenho das empresas nos três primeiros meses do ano foi apresentado nesta quinta-feira (29) pelo ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, durante a cerimônia que marcou um ano da sanção presidencial da Lei de Responsabilidade das Estatais.

Petrobras, Eletrobras e Caixa Econômica Federal, por exemplo, tiveram expressiva melhora no período. De acordo com o ministro, a melhora no resultado das empresas está relacionada com as mudanças promovidas pela lei. A norma estabelece regras para nomeação de diretores e conselheiros e torna mais rígido o processo de compras e licitações nessas empresas.

"Essa lei não só nos encheu de esperanças, mas nos encheu de resultados positivos e concretos que sinalizam que teremos nas gestões das estatais a qualidade técnica, profissional e os resultados que a sociedade tanto demanda do nosso estado", disse.

Prazo

O Brasil tem hoje 151 estatais, sendo 103 com controle direto e 48 com indireto. Elas empregam cerca de 523 mil pessoas e têm patrimônio de mais de R$ 500 bilhões. De acordo com o Ministério do Planejamento, no ano passado elas realizaram investimentos de aproximadamente R$ 1,3 trilhão.

O prazo final para que essas empresas implantem a lei termina em 30 de junho de 2018. Banco do Brasil, BNDES e Petrobras já cumprem 100% das medidas. Outras 98,7% contam com assembleia geral em suas estruturas para reforçar a transparências nas gestões.

Será criado também um indicador de governança e acompanhamento de boa prática das estatais. Segundo Dyogo Oliveira, isso servirá para "que nós tenhamos a elevação de todas as empresas para o nível de excelência na gestão".

Lei das Estatais aumenta o lucro e a eficiência das empresas

Fonte: Portal Planalto