Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 06 > Base aliada aposta em votação da reforma da Previdência em julho

Notícia

Base aliada aposta em votação da reforma da Previdência em julho

Previdência

Presidente da comissão especial que debateu a Previdência, Carlos Marun (PMDB-MS) considera as mudanças no sistema como principal tema em análise no Congresso Nacional
por Portal Planalto publicado: 14/06/2017 17h06 última modificação: 14/06/2017 17h06
portal planalto
Luis Macedo/Câmara dos Deputados Carlos Marun presidiu a comissão especial da reforma da Previdência

Carlos Marun presidiu a comissão especial da reforma da Previdência

Presidente da comissão especial responsável por debater a reforma da Previdência, o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) acredita que a proposta será votada e aprovada no plenário da Câmara dos Deputados na primeira quinzena de julho. Após a análise pelos deputados, a matéria segue para a análise do Senado.

“O Brasil precisa da reforma da Previdência, o Congresso Nacional vai fazer o que é necessário para o País”, disse Marun após se encontrar com o presidente da República, Michel Temer, no Palácio do Planalto. Somente no ano passado, a Previdência Social registrou um déficit de R$ 149 bilhões. Para este ano, sem mudanças no sistema, o valor deve pular para R$ 181 bilhões.

Na visão de Marun, que também é vice-líder do PMDB na Câmara, a reforma da Previdência é a “principal pauta” em discussão no Congresso Nacional no momento. Mesmo com o contínuo debate no Legislativo e a pressão contrária de setores organizados, o deputado disse estar otimista com o avanço das reformas.

A principal inovação da reforma da Previdência é a criação de uma idade mínima para se aposentar. Pelo texto, homens precisam ter 65 anos de idade e mulheres 62, com pelo menos 25 anos de contribuição. Outra novidade é a vinculação de todos os trabalhadores da iniciativa privada e pública às mesmas regras.

Fonte: Portal Planalto