Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 06 > Ambientalista comemora decreto: “Dia histórico para o cerrado”

Notícia

Ambientalista comemora decreto: “Dia histórico para o cerrado”

Meio Ambiente

Área do Parque da Chapada dos Veadeiros foi ampliada de 65 mil para 240 mil hectares. Para ministro, atos do governo reforçam posição do País no meio ambiente
por Portal Planalto publicado: 05/06/2017 17h32 última modificação: 05/06/2017 17h40
Reprodução/Portal Planalto Para ambientalista, medida do governo é histórica

Para ambientalista, medida do governo é histórica

Ambientalistas comemoraram nesta segunda-feira (5) decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, que amplia a área do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (Goiás) de 65 mil para 240 mil hectares. A ampliação do parque, ratificada no Dia Mundial do Meio Ambiente, contribuirá para a preservação do cerrado e para a ampliação das atividades econômicas da região, como o ecoturismo.

“Um dia histórico para o Cerrado, para as comunidades do Cerrado, para todos aqueles que defendem o Cerrado”, celebrou Paulo Fiuza, representante da Fundação Mais Cerrado. “Todo ano a gente comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente com tristeza, com alguma notícia ruim. Hoje, felizmente, é uma notícia ótima para todo o movimento ambientalista, não só do Brasil, mas do mundo inteiro. Essa ampliação vai ser um marco”, afirmou.

O ambientalista ressaltou que o cerrado é uma “riqueza nacional” que ainda está sendo descoberta e que a medida contribuirá para a preservação do bioma, que é considerado o berço das águas do País. Ele também aponta que sua alta biodiversidade será preservada, permitindo inclusive que se continue a descobrir novas espécies na fauna e na flora.

Ampliações

Durante a cerimônia de celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente, também foram assinados pelo presidente Temer decretos para ampliação da Estação Ecológica do Taim (RS) e da Reserva Biológica União (RJ) e para a criação do Parque Nacional dos Campos Ferruginosos (PA). O presidente também promulgou o Acordo de Paris, tornando o compromisso assumido pelo País juntos à ONU parte da legislação brasileira.

“Hoje é um dia que o meio ambiente, a biodiversidade, agradece muito pelas ações que foram aqui realizadas, pelos atos que foram assinados pelo presidente Temer”, declarou o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. Ele pontuou que todos os atos assinados reafirmam o compromisso do Brasil em reduzir a emissão de gases do efeito estufa e reforçam a posição do País como liderança internacional no tema.

Concordando com o ministro, Fiuza disse que “estar alinhado com o que há de mais avançado em sustentabilidade é o nosso papel. E ainda bem que a política do governo está seguindo esses passos”.

Fonte: Portal Planalto