Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 05 > Medidas permitem economia de R$ 380 milhões em benefícios indevidos

Notícia

Medidas permitem economia de R$ 380 milhões em benefícios indevidos

#AgoraBrasil

Redução foi possível, de acordo com o Ministro do Trabalho, com mecanismos antifraude. Recursos para ações de proteção ao emprego ficam protegidos
por Portal Planalto publicado: 12/05/2017 13h38 última modificação: 12/05/2017 14h43
Marcos Corrêa/PR Ministro do Trabalho destacou prioridade: geração de empregos

Ministro do Trabalho destacou prioridade: geração de empregos

Com a aplicação de medidas antifraude em dezembro do ano passado, o Ministério do Trabalho evitou o pagamento indevido de R$ 380 milhões em seguro-desemprego no primeiro trimestre de 2017. A expectativa é que, até o fim do ano, o sistema evite pagamento de R$ 1,35 bilhão em benefícios irregulares.

Dessa forma, a economia obtida com sistema antifraude garante recursos para o Programa de Proteção ao Emprego (PPE), que auxilia trabalhadores na preservação do emprego em momentos de retração da atividade econômica. “A gestão eficiente é marca fundamental desse governo”, disse o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Segundo o ministro, a estimativa de investimentos no programa para os próximos dois anos é de cerca de R$ 327 milhões, propiciando a manutenção do emprego de mais de 200 mil trabalhadores.  

No balanço feito pelo ministro, a geração de emprego aparece como destaque por ser uma das prioridades do governo. As medidas econômicas, de acordo com Nogueira, reforçam a expectativa de melhora nos índices de desemprego. “No primeiro trimestre de 2016, tivemos saldo negativo de 328 mil empregos. Já em fevereiro deste ano, o saldo foi positivo, de 35 mil postos de trabalho”, disse.

Junto ao presidente da República, Michel Temer, e demais ministros, Nogueira participou nesta sexta-feira (12) da reunião "Um Ano de Conquistas", na qual foram destacadas as conquistas e principais políticas encaminhadas durante o primeiro ano de governo.

Modernização trabalhista

Entre as iniciativas do primeiro ano de governo, Nogueira destacou a modernização trabalhista, em discussão no Congresso Nacional. A reforma, segundo o ministro, preserva os direitos dos trabalhadores e cria segurança jurídica. “A proposta regulamenta o direito fundamental aos acordos coletivos, especificados na Constituição e que terão força de lei”, disse.

Fonte: Portal Planalto