Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 05 > GSI: estrutura da administração pública não foi atingida por ataque

Notícia

GSI: estrutura da administração pública não foi atingida por ataque

Segurança

Em vários países, incluindo o Brasil, computadores foram infectados por vírus. Gabinete de Segurança Institucional alertou órgãos para tomar precauções
por Portal Planalto publicado: 12/05/2017 19h59 última modificação: 15/05/2017 15h50
Arquivo/Agência Brasil Não há evidências de que base de dados federais tenham sido atingidas

Não há evidências de que base de dados federais tenham sido atingidas

Depois da onda mundial de ataques a computadores nesta sexta-feira (12), o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República afirmou que não há evidências que a estrutura de arquivos da Administração Pública Federal (APF) tenham sido atingidos.

Segundo o GSI, um software malicioso invadiu computadores em vários países, entre eles o Brasil. Hackers estariam exigindo dinheiro dos usuários infectados via e-mail. A pasta alertou os órgãos do governo quanto ao problema para evitar a disseminação do vírus e evitar que o vírus se espalhe.

Leia a nota na íntegra:

Em relação às notícias veiculadas pela mídia sobre o ciberataque ocorrido em alguns países e os reflexos no Brasil, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República informa o seguinte:

1) Trata-se de um programa que sequestra dados de computadores para, em seguida, exigir resgate;
2) O ataque também ocorreu no Brasil em grande quantidade por meio de e-mails com arquivos infectados;
3) Foram confirmados incidentes pontuais em estações de trabalho de servidores do INSS;
4) Até o momento, não há registros e evidências de que a estrutura de arquivos dos órgãos da Administração Pública Federal (APF) tenha sido afetada; e
5) O GSI, por intermédio do Alerta 02/2017, disponível no endereço eletrônico www.ctir.gov.br, difundiu, de imediato, orientações aos órgãos da APF com o objetivo de mitigar os efeitos negativos dessa ameaça mundial.

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação Social do Gabinete de Segurança Institucional

Fonte: Portal Planalto