Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 05 > Fachin decide levar pedido de suspensão de inquérito para plenário do STF

Notícia

Fachin decide levar pedido de suspensão de inquérito para plenário do STF

Decisão

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu ainda que a Polícia Federal deve fazer perícia na gravação de autenticidade não comprovada
por Portal Planalto publicado: 20/05/2017 21h04 última modificação: 20/05/2017 21h04

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin, decidiu levar ao plenário da Corte a petição feita neste sábado (20) pelo presidente da República, Michel Temer. O chefe do Executivo solicita a suspensão do inquérito que o investiga com base em um áudio de autenticidade não comprovada.

A previsão é de que a análise ocorra na próxima quarta-feira (24). Fachin ainda determinou, na mesma decisão, que a Polícia Federal faça uma perícia na gravação duvidosa. O pedido do presidente Temer feito a corte solicita a suspensão do inquérito em função da palavra de peritos ouvidos pela Folha de S. Paulo. Eles avaliam que o áudio foi editado.

Na tarde deste sábado, o presidente, em pronunciamento, afirmou que o áudio, que contém trechos de um diálogo entre ele e o empresário Joesley Batista, foi “manipulado e adulterado com objetivos subterrâneos”.

Áudio adulterado

"Em registro, eu li hoje notícia do jornal Folha de S. Paulo de que perícia constatou que houve edição no áudio de minha conversa com o senhor Joesley Batista”, relatou o presidente. 

“Essa gravação clandestina foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos. Incluída no inquérito sem a devida e adequada averiguação, levou muitas pessoas a um engano induzido”, observou. “Houve mais de 50 edições desse áudio”, argumentou.

Fonte: Portal Planalto, com informações do STF