Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 05 > Em Recife, Michel Temer presta solidariedade às vítimas das chuvas e garante ajuda federal

Notícia

Em Recife, Michel Temer presta solidariedade às vítimas das chuvas e garante ajuda federal

Desastres naturais

Governo de Pernambuco decretou estado de calamidade pública nos municípios atingidos pelas chuvas
por Portal Planalto publicado: 28/05/2017 23h03 última modificação: 28/05/2017 23h04
Foto: Alan Santos/PR Presidente Michel Temer durante reunião sobre enchentes que atingem o estado de Pernambuco.

Presidente Michel Temer durante reunião sobre enchentes que atingem o estado de Pernambuco.

Após visitar o estado de Alagoas, Michel Temer seguiu para Recife (PE) para verificar a situação dos pernambucanos atingidos pelas fortes chuvas e enchentes. Acompanhado por ministros e pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, o presidente da República prestou solidariedade aos moradores e anunciou apoio federal.

A reunião de Temer com o governador e secretários de Pernambuco aconteceu na noite deste domingo (28). Depois do encontro, o presidente conversou com a imprensa e reforçou sobre a importância e urgência das ações para reconstruir as áreas afetadas pelas chuvas. “Uma é a emergencial, que já está sendo cuidada desde já pelo Ministério da Integração em atividades de recuperação desses municípios. A outra, mais a longo prazo, diz respeito às obras e deverão ser concluídas em caráter preventivo”, afirmou o presidente.

Além de anunciar apoio federal ao governo de Pernambuco, Temer também sinalizou a abertura de linha de crédito de R$ 600 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social  (BNDES). Os recursos seriam utilizados para promover obras de prevenção de enchentes.

Na ocasião, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, apresentou um balanço da situação que atinge 15 municípios e uma população de 787.245 pessoas. São cerca de 30 mil desalojados e desabrigados, 14 escolas sem condições de funcionar, um hospital interditado e um município totalmente isolado. Segundo dados apresentados, dois municípios estão sem fornecimento de energia e 16 estão sem abastecimento de água.

Junto com o balanço, Paulo Câmara mostrou as condições que se encontram as obras de contenção de enchentes em andamento no estado e fez diversos pleitos. De imediato, solicitou a disponibilização de ajuda humanitária, nos moldes de 2010, quando as chuvas provocaram diversos desastres na região. Colchões, cestas básicas, maquinário para limpeza e combustíveis foram alguns dos itens colocados como prioritários.

Um gabinete de crise foi montado para o monitoramento da situação e para tomar todas as medidas necessárias. As providências adotadas pelo governo estadual incluem a convocação de todo o efetivo do Corpo de Bombeiros para atuar na força tarefa, o uso das aeronaves do estado para salvamento e resgate, deslocamento de equipes de saúde, entre outras.

O decreto de calamidade pública abrange os municípios de Rio Formoso, Ribeirão, Água Preta, Palmares, Catende, Maraial, Belém de Maria, Barreiros, Amaraji, Barra de Guabiraba, São Benedito do Sul, Cortês, Jaqueira e Gameleira.

 

Fonte: Portal Planalto

Assunto(s): Política