Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 04 > Primeira-dama classifica como "imprescindível" esforço coletivo na proteção à infância

Notícia

Primeira-dama classifica como "imprescindível" esforço coletivo na proteção à infância

Desenvolvimento social

Durante o 9º Global Child Forum on South America, primeira-dama destacou papel de governos, empresários e sociedade na proteção de crianças e jovens
publicado: 04/04/2017 19h47 última modificação: 07/04/2017 20h12
Foto: Carolina Antunes Primeira-dama fez o discurso de encerramento do evento sobre infância em São Paulo

Primeira-dama fez o discurso de encerramento do evento sobre infância em São Paulo

A primeira-dama do Brasil e embaixadora do programa Criança Feliz, Marcela Temer, afirmou ser "imprescindível" o empenho de todos os cidadãos na proteção da infância. Ao encerrar o primeiro dia de programação do 9º Global Child Forum on South America, Marcela disse que ideias para estratégias mais eficazes para proteção da criança terão origem no debate.

"O compromisso com o cidadão de amanhã é de todos nós", afirmou. Para a primeira-dama da República, a tarefa de garantir aos jovens de hoje um crescimento digno para que realizem seus potenciais não é apenas do poder público. "Mas de famílias, empresários, trabalhadores, meios de comunicação e de toda a sociedade”, disse.

O objetivo do fórum é identificar oportunidades de negócios para investir nas crianças e contribuir para alcance dos objetivos de desenvolvimento sustentável na América do Sul. Esta edição do evento contou com presença do casal real da Suécia, o Rei Carlos XVI Gustavo e a Rainha Sílvia.

“Essa reunião será um marco na mobilização para a causa da infância no Brasil e na América do Sul. Daqui, sairão estratégicas mais eficazes para promover felicidade e bem-estar de cada criança e jovem. Não há, no mundo, missão mais prioritária”, destacou.

Criança Feliz

No discurso, Marcela Temer destacou as iniciativas do governo federal de atenção à primeira infância. “No Brasil, já percorremos um longo caminho para assegurar mais dignidade às nossas crianças. Eu mesma tenho o privilégio de participar do programa Criança Feliz, que oferece assistência nos primeiros mil dias de vida”, comentou.

A primeira-dama ressalta, porém, que ainda há muitas meninas e meninos nos campos e cidades que enfrentam circunstâncias difíceis, ameaçados pela pobreza, violência e abandono.

“Enquanto houver crianças desassistidas, vítimas da violência, de doenças, da fome, de maus tratos, haverá trabalho urgente a se fazer. O empenho de todos - sociedade, governo e setor privado - é indispensável e ainda mais necessário em países mais carentes.”

Fonte: Portal Planalto