Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 04 > Governador de PE defende reformas: “Momento de discutir o Brasil”

Notícia

Governador de PE defende reformas: “Momento de discutir o Brasil”

Retomada do Crescimento

Em almoço com o presidente Michel Temer, governadores demonstraram apoio às mudanças no sistema previdenciário do País
por Portal Planalto publicado: 25/04/2017 18h51 última modificação: 04/05/2017 14h55
Beto Barata/PR Paulo Câmara conversa com o presidente da República durante o almoço

Paulo Câmara conversa com o presidente da República durante o almoço

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, defendeu, nesta terça-feira (25), a importância das reformas, em especial da Previdência e trabalhista, para a retomada econômica do País. “O momento é este. É momento de discutir o Brasil, de discutir as reformas. Chegou [o momento] e precisa ser enfrentado com diálogo, com transparência e, acima de tudo, com vontade de acertar”, disse.

Junto a outros 21 governadores e vices estaduais, ministros, parlamentares e os presidentes da República, Michel Temer; da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ); e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), ele participou de um almoço para discutir as mudanças no sistema previdenciário e na legislação trabalhista.

Em entrevista ao Portal Planalto, o governador disse que o encontro foi uma oportunidade de esclarecer a importância das duas reformas. “É (...) ver a melhor forma de aprovarmos as reformas que olham o futuro, que olham um Brasil diferente, que dê oportunidade do Brasil voltar a crescer, voltar a gerar emprego, voltar a gerar renda para nosso povo”, afirmou.

Apoio

Durante a reunião na residência oficial da Câmara, governadores demonstraram apoio às reformas apresentadas pelo presidente Michel Temer. “As modificações geraram um ambiente mais favorável à sua aprovação [da reforma da Previdência]. (...) nós vamos colaborar e ajudar”, afirmou o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori.

Na visão do governador de Goiás, Marconi Perillo, é preciso acabar com “a demagogia” e pensar nas reformas em longo prazo, deixando um legado para o País. “Nós estamos aqui, eu em particular estou aqui, para transmitir irrestrito apoio à reforma da Previdência. Se nós formos pensar na eleição do ano que vem, o Brasil vai quebrar definitivamente”, disse.

Debates

Para o governador pernambucano, os debates que estão correndo na Câmara devem refletir os anseios dos brasileiros para as próximas décadas. Ele destacou a necessidade de diálogo como forma de propiciar a aprovação das reformas.

Enviadas pelo governo federal ao Congresso no fim do ano passado, as reformas trabalhista e da Previdência serão votadas no plenário da Câmara dos Deputados nos próximos dias. Na visão de Câmara, o Brasil precisa pensar num conjunto de leis que sejam estáveis e que pensem não somente a curto prazo, mas também a médio e longo prazos.

Na avaliação de Paulo Câmara, as reformas veem em boa hora. O governador pernambucano acredita que o Brasil precisa aumentar a produtividade e ao mesmo tempo um alto custo do trabalho. “O trabalhador deve ganhar bem, mas não deve onerar tanto a carga de quem emprega”, declarou.

Fonte: Portal Planalto