Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 04 > Em entrevista à Efe, Temer afirma que objetivo é tirar País da recessão

Notícia

Em entrevista à Efe, Temer afirma que objetivo é tirar País da recessão

Retomada do Crescimento

Presidente afirmou à agência de notícias que reformas na política econômica impulsionam confiança dos investidores estrangeiros, inclusive espanhóis
por Portal Planalto publicado: 22/04/2017 19h34 última modificação: 24/04/2017 10h39
Marcos Corrêa/PR Temer durante entrevista à Agência Efe

Temer durante entrevista à Agência Efe

O principal objetivo do governo federal é resgatar o País da recessão. A declaração foi feita pelo presidente Michel Temer à agência de notícias Efe. Ele afirmou aos jornalistas espanhóis que pretende ser lembrado como "alguém que reformulou o País".

Temer mencionou que as reformas fiscais são necessárias para tirar o País da crise econômica. "A melhor marca do meu governo será colocar o "País nos trilhos." Uma das reformas empreendidas é a da Previdência, cujo texto tramita no Congresso Nacional. 

"A ideia é que quem apanhar o Brasil em 2019 apanhará um País organizado, especialmente em função dessas reformas que nós estamos fazendo", destacou. Temer também disse que reformas como a fixação de um teto para os gastos públicos ajudaram a equilibrar as contas do governo.

Temer também citou a vinda do presidente do governo espanhol ao Brasil, Mariano Rajoy, na próxima segunda-feira (24). "Nós, governo brasileiro, temos muito interesse nessa interação do Brasil com a Espanha via investimentos espanhóis e, mais ainda, nós estamos fazendo as reformas necessárias [para atrair investimentos]", ponderou.

De acordo com o presidente da República, os acordos firmados entre Brasil e Espanha devem incrementar o programa de privatizações e concessões do governo. Mais de 60 setores produtivos já estão concedidos, entre portos, aeroportos e rodovias. 

"Isso é fruto da credibilidade, da confiança que o Brasil está ganhando, seja com investimentos nacionais, seja com investimentos estrangeiros", disse o presidente. Para Temer, os investimentos espanhóis devem se concentrar nos setores privatizados, tal como ocorre com a telefonia no Brasil, que tem participação da Espanha. 

Relação Bilateral

A Espanha se tornou um dos maiores investidores globais no Brasil. Em 2016, o estoque de investimentos espanhóis atingiu US$ 64 bilhões, contribuindo para que o país europeu passasse a figurar como o 11º  maior destino das exportações brasileiras.

Fonte: Portal Planalto