Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 03 > Temer cria força-tarefa para liberar trânsito em rodovia federal no Pará

Notícia

Temer cria força-tarefa para liberar trânsito em rodovia federal no Pará

Transporte

Chuvas do sudoeste paraense transformaram a BR-163 em um grande atoleiro. Nesta sexta (3), rodovia foi liberada totalmente ao tráfego no sentido norte, por volta das 20 horas
por Portal Planalto publicado: 03/03/2017 16h24 última modificação: 03/03/2017 21h07
portal planalto
Secom/Governo do Pará Chuvas na região Sudoeste do Pará interditaram a rodovia BR-163

Chuvas na região Sudoeste do Pará interditaram a rodovia BR-163

O presidente da República, Michel Temer, determinou a criação de uma força-tarefa para recuperar e acelerar a liberação do trânsito na BR-163, que liga as cidades de Cuiabá (MT) e Santarém (PA). Por conta de fortes chuvas no sudoeste do Pará, a estrada se transformou em um grande atoleiro, interrompendo o tráfego de veículos.

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência informou a formação de um grupo interministerial para providenciar a liberação imediata da rodovia. A força-tarefa é formada pelos ministérios da Casa Civil; Agricultura; Justiça; Defesa; Transportes, Portos e Aviação Civil; e Integração Nacional.

O tempo firme registrado nesta sexta (3) permitiu que as carretas de grande porte fossem liberadas na BR-163, por volta das 20 horas. Paralisadas há duas semanas, elas começaram a se movimentar no sentido do município de Miritituba, onde vão descarregar a soja trazida de Mato Grosso. Na quinta (2), começaram a ser liberados no mesmo sentido os caminhões transportando perecíveis e automóveis. O sentido Sul, em direção a Mato Grosso, está sendo liberado de forma alternada com o sentido Norte. A BR-163 é um dos principais caminhos para o escoamento da safra de soja via Arco Norte.

A paralisação do trânsito ocorre entre as cidades paraenses de Trairão e Novo Progresso. Filas de 50 quilômetros foram registradas na região. Por conta da dificuldade de acesso, militares do Exército e da Força Aérea Brasileira fazem o transporte e distribuição de 3 mil cestas básicas e 46 toneladas de água potável para caminhoneiros, motoristas e familiares que estão sitiados na área. 

Confira a nota na íntegra

 

Fonte: Portal Planalto

registrado em: , ,
Assunto(s): Governo federal, Clima