Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 03 > Reforma vai contribuir com a recuperação dos estados, diz Temer

Notícia

Reforma vai contribuir com a recuperação dos estados, diz Temer

Previdência

Ao abrir reunião do Conselhão, presidente da República pediu apoio dos conselheiros para ampliar as discussões sobre as mudanças propostas na Previdência Social
publicado: 07/03/2017 11h31 última modificação: 07/03/2017 17h15
Foto: Marcos Corrêa/PR Presidente abriu a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social nesta terça (7)

Presidente abriu a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social nesta terça (7)

O presidente da República, Michel Temer, afirmou, nesta terça-feira (7), que a reforma da Previdência, ao prever regras iguais para todos os trabalhadores, vai contribuir para a recuperação econômica dos estados brasileiros. Na visão de Temer, as mudanças propostas pelo governo também beneficiarão as classes mais baixas da população.

Ao abrir a reunião com os membros do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o presidente disse que o empenho da sociedade será fundamental para colocar as mudanças em prática. Para Temer, a reforma deve “levar em conta os interesses do País”. Por isso, pediu apoio dos conselheiros para ampliar e aperfeiçoar as discussões sobre o tema.

A intenção do governo é esclarecer como a reforma beneficiará a população mais pobre, com a garantia da continuidade dos programas sociais, além de contribuir com a recuperação econômica dos estados. "Estamos igualando a Previdência pública com a geral, a da classe política, será uma só. É uma equalização do sistema previdenciário. Estamos preocupados com o futuro dos que irão receber a pensão", disse.

Diálogo

Nesta terça-feira (7), Temer deu posse a mais cinco conselheiros: Alcione de Albanesi, Betania Tanure De Barros, Fernando De Castro Marques, José Vicente e Sérgio Agapito Lires Rial. Ao todo são 100 representante da sociedade civil que formam um fórum qualificado para discutir políticas públicas e propor medidas que estimulem o desenvolvimento do País.

No discurso de abertura, o presidente da República ressaltou que o objetivo do órgão consultivo é fomentar o diálogo com a sociedade em busca de soluções para o País. “A troca de ideias tem que ter duas direções para ser produtiva. Nosso objetivo fundamental, é obvio, é o crescimento com combate ao desemprego”, afirmou.

Fonte: Portal Planalto