Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 03 > Moradores de Sertânia (PE) comemoram a chegada da água do São Francisco

Notícia

Moradores de Sertânia (PE) comemoram a chegada da água do São Francisco

Recursos Hídricos

Entrega de obras do Eixo Leste pelo presidente Michel Temer leva segurança hídrica para 35 mil moradores do município pernambucano
por Portal Planalto publicado: 11/03/2017 12h26 última modificação: 13/03/2017 11h25
Foto: Beto Barata/PR Sertânia é o primeiro município do estado a ser beneficiado com as obras de integração do rio São Francisco

Sertânia é o primeiro município do estado a ser beneficiado com as obras de integração do rio São Francisco

Depois de, pelo menos, três décadas de espera, Sertânia (PE) recebe a água do rio São Francisco. Agora, cerca de 35 mil pernambucanos da cidade já podem comemorar. A chegada da água promete aliviar a população e impulsionar o desenvolvimento econômico da região.

Na tarde desta sexta-feira (10), o presidente Michel Temer acionou a comporta do reservatório de Campos, estrutura do Projeto de Integração do São Francisco, que levará água para o açude de Sertânia. O momento entrou para a história do pequeno município localizado no sertão pernambucano, a cerca de 300 quilômetros da capital, Recife.

O município é o primeiro do estado a ser beneficiado com as obras de integração do rio São Francisco.   

“Essa água é um sonho de dezenas de anos que virou realidade. Para nós, agricultores familiares, trata-se de uma vitória incalculável”, afirma o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sertânia, Severino Bidoia. Cerca da metade da população do município vive na zona rural e, de acordo com o sindicalista, aproximadamente 70% desses trabalhadores rurais deverão ser beneficiados com a boa nova.

Atualmente, Sertânia conta com cerca de 300 comerciantes formais, representados pela Confederação dos Diretores Lojistas do município. O presidente da entidade, Paulo Roberto Soares, diz que a chegada da água está sendo motivo de alegria muito grande. “É porque [a água] traz, para nós, uma esperança que já não existia. Vai trazer fábricas e indústrias que, com certeza, vão se instalar aqui. Vai legalizar empresas informais. Creio eu que Sertânia, agora, terá um futuro bem promissor”, explica.

A esperança de que fala Soares, também está estampada na fisionomia de Luiz Antônio de Souza, proprietário de um pequeno restaurante na zona central da cidade. “Ninguém sabe como é difícil viver enfrentando a seca. Temos de comprar água dos carros-pipa de duas a três vezes por mês e, às vezes, ela demora a chegar. Estou muito feliz porque o sofrimento acabou”, comemora Luiz.

O otimismo é compartilhado com Geraldo Barboza, motoqueiro de uma cooperativa de mototáxi. Sorrindo, ele declara que nunca esquecerá o dia em que esse milagre tão esperado se realizou. “Vamos ter alimento, vamos ter frutas e verduras; vamos viver normalmente como em qualquer outro lugar do Brasil, onde não se sabe o que é sofrer com a seca.”

Jalvacyr Dantas, além de empresário é, também, o secretário de desenvolvimento econômico do município e um dos cidadãos que mais vibram com a perspectiva que se desenha no futuro da cidade. “Vivíamos tempos de incertezas, sempre em dúvida. Mas, agora, a gente vê a esperança ressurgir e, com ela, uma nova vida."

Outro município em festa é Monteiro, na Paraíba, que também passa a receber a água do reservatório de Campos. Em Monteiro, o presidente Temer também participou da “celebração da chegada” da água do São Francisco ao estado paraibano. Os dois eventos marcaram a entrega do chamado Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

O objetivo da transposição do rio São Francisco é levar água a cerca de 12 milhões de pessoas que vivem no sertão de quatro estados: Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O projeto se estende por 477 quilômetros e é dividido nos eixos Leste e Norte com, respectivamente, 217 e 260 quilômetros.

Fonte: Portal Planalto