Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 03 > Minha Casa Minha Vida garante cidadania a 1.300 famílias em São José do Rio Preto (SP)

Notícia

Minha Casa Minha Vida garante cidadania a 1.300 famílias em São José do Rio Preto (SP)

Habitação

Empreendimento no município paulista é destinado a famílias com renda de até R$ 1,8 mil e teve investimento de R$ 111,8 milhões
por Portal Planalto publicado: 24/03/2017 09h40 última modificação: 24/03/2017 10h20
portal planalto
Exibir carrossel de imagens Fotos: Guilherme Rosa/PR Maria Luíza e os seis netos serão beneficiados com uma casa própria em São José do Rio Preto (SP)

Maria Luíza e os seis netos serão beneficiados com uma casa própria em São José do Rio Preto (SP)

Maria Luiza Martins Soares, 58 anos, pagava aluguel de R$ 700 para morar com seis netos em uma pequena casa de fundo, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Agora, ela vai pagar R$ 44 na prestação da casa própria. Dona Maria e seus netos são uma das 1.300 famílias que serão beneficiadas nesta sexta-feira (24) pelo Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), com a entrega do Parque Residencial da Solidariedade.

A rio-pretense vive com a pensão do marido, falecido quando ela tinha 23 anos. Agora, Dona Maria já sabe como vai gastar o dinheiro que vai sobrar do aluguel. “Vou fazer o muro, o portão e, mais para frente, comprar uns móveis melhores. Acho que agora eu mereço ter uma coisa boa. Meus netos merecem porque eles, desde pequenos, lutam comigo. Nunca me abandonaram, sempre estiveram do meu lado. Agora, a casa é deles.”

 Além da responsabilidade de criar os seis netos, Dona Maria sempre teve de enfrentar problemas de saúde. Com 28 anos, ela foi diagnosticada com lúpus, doença autoimune. Em 2005, foi picada por uma cobra e dois rins ficaram comprometidos. Após tratamento com hemodiálise, fez transplante em 2013. Durante exames de rotina, descobriu um tumor na garganta e teve de fazer tratamento.

Para ela, a casa significa um recomeço para a família. “A vida vai melhorar 100%. Do lado da minha casa vai ter uma pracinha, tem um parquinho, tem uma quadra. Estou no céu”, disse Dona Maria. “Eu não sei explicar o tamanho da minha felicidade. Foi uma batalha de 20 anos”, completou.

O empreendimento, que será inaugurado pelo presidente Michel Temer, é destinado a famílias com renda de até R$ 1,8 mil (Faixa I) e recebeu investimento total de R$ 111,8 milhões. A casa tem área privativa de 46,16 m², dividida em dois quartos, sala, cozinha, área de serviço e banheiro social, com piso cerâmico em todos os ambientes, sendo que todas as unidades são adaptáveis a pessoas com necessidades especiais.  

Atendendo às exigências de qualidade do MCMV, o residencial é equipado com infraestrutura completa, pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, energia elétrica e disponibilidade de acesso ao transporte público.

"Minha família não vai ficar na rua"

Sirlene Aparecida de Souza também será moradora do Parque Residencial da Solidariedade, junto a seus quatro filhos. Cuidando sozinha dos filhos, ela morava de favor e estava prestes a ser despejada. “A casa que estava morando estava à venda, poderia ser expulsa a qualquer momento”, disse. “Com a casa própria, minha família não vai ficar na rua“, comemorou.

Rio-pretense assim como Dona Maria, Sirlene elogiou a oportunidade que o programa MCMV oferece às pessoas para conquistar a casa própria. “Não só para mim, mas para várias mães solteiras, inclusive colegas minhas que têm bastante filhos, mais do que eu, que são as donas de casa, que estão à frente da sua moradia, que não têm marido para ajudar. Para muitas pessoas, é fundamental.”

Desempregada, ela respira aliviada com o valor de R$ 25 da prestação. “Tudo já feito, não vou precisar mexer em nada na casa. Ainda não acredito que eu terei uma terra, um pedaço de chão para deixar para os meus filhos.”

Fonte: Portal Planalto