Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 03 > Governo repassa verba para sistema emergencial de captação de água no DF

Notícia

Governo repassa verba para sistema emergencial de captação de água no DF

Segurança Hídrica

Presidente da República assinou autorização para o governo de Brasília receber R$ 55 milhões do Ministério da Integração Nacional. Previsão é de 180 dias para conclusão da obra
por Portal Planalto publicado: 15/03/2017 17h28 última modificação: 15/03/2017 18h37
Foto: Marcos Corrêa/PR Presidente reforçou atenção do governo à situação hídrica do País

Presidente reforçou atenção do governo à situação hídrica do País

O governo federal vai repassar R$ 55 milhões para uma obra emergencial para captação de água no Distrito Federal. A intenção é usar o sistema de captação provisório do Lago Paranoá para reforçar a distribuição das 1,8 milhão de pessoas atendidas pela barragem do Descoberto, que atende à maior parte da capital federal.

Em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente da República, Michel Temer, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, assinaram o convênio que permite o repasse da verba aos cofres distritais. Ela será usada para executar o plano de captação emergencial de água no Lago Paranoá. 

A Defesa Civil de Brasília reconheceu, em fevereiro, a situação de emergência em Brasília e regiões administrativas devido à estiagem. “Eu confesso que estou morando em Brasília há 30 anos e jamais, governador, eu assisti a uma crise hídrica como esta que vossa excelência e os habitantes, nós todos, habitantes de Brasília, estamos enfrentando”, afirmou Temer.

Por conta das estiagens que atingem diversas regiões brasileiras, a segurança hídrica é uma área prioritária do governo. No seu discurso, o presidente destacou as medidas urgentes tomadas pelo Executivo, por meio do Ministério da Integração Nacional. “Nós sempre estivemos muito atentos a esta questão da água”, disse.

Captação

Segundo Rollemberg, a licitação para contratação das obras será publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (16). A expectativa é que o sistema emergencial, com capacidade de captação de 700 litros por segundo, esteja concluído em 180 dias.

“Estamos vivendo uma crise hídrica fruto de mudanças climáticas, nós tivemos nos últimos dois anos um volume de chuvas muito abaixo da média histórica do Distrito Federal. Para o senhor ter uma ideia, até aqui, nestes dois meses e meio, tivemos quase 35% a menos de chuva do que tivemos no ano passado”, explicou o governador.

Além do sistema provisório, o governo distrital está fazendo obras de drenagem, outras captações em córregos próximos e reforçando a estrutura de saneamento de algumas cidades do Distrito Federal.

Fonte: Portal Planalto