Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 03 > Abertura da China à carne brasileira é "reconhecimento da confiabilidade"

Notícia

Abertura da China à carne brasileira é "reconhecimento da confiabilidade"

Comércio exterior

Em nota, presidente Temer destaca que anúncio chinês é a confirmação de trabalho de esclarecimento feito pelo governo brasileiro nos últimos dias
por Portal Planalto publicado: 25/03/2017 11h52 última modificação: 11/05/2017 12h07
Foto: Beto Barata/PR Presidente Temer faz brinde com embaixador chinês Li Jinzhang, durante jantar em churrascaria no último dia 19, em Brasília

Presidente Temer faz brinde com embaixador chinês Li Jinzhang, durante jantar em churrascaria no último dia 19, em Brasília

Para o presidente da República, Michel Temer, a reabertura do mercado chinês à carne brasileira, anunciado neste sábado (25), "é o reconhecimento da confiabilidade de nosso sistema de defesa agropecuária."

"Nosso país construiu grande reputação internacional neste segmento. E o posicionamento chinês é a confirmação de todo trabalho de esclarecimento levado a termo pelo governo brasileiro nestes últimos dias em todos os continentes", alertou o presidente, em nota divulgada logo após a divulgação de comunicado do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nesta manhã.

Temer ainda afirmou estar confiante de que o posicionamento do país asiático também estimulará outros países compradores da carne brasileira a seguirem o  mesmo exemplo.

Confira a nota na íntegra:

A decisão do governo da China de reabrir o seu mercado à proteína animal produzida no Brasil é o reconhecimento da confiabilidade de nosso sistema de defesa agropecuária. Nosso país construiu grande reputação internacional neste segmento. E o posicionamento chinês é a confirmação de todo trabalho de esclarecimento levado a termo pelo governo brasileiro nestes últimos dias em todos os continentes. Agradecemos o gesto do governo do presidente Xi Jinping. Temos uma parceria que gerou muitos frutos e, com certeza, muitos ganhos ainda teremos com a sólida relação bilateral entre nossas nações. Estamos plenamente confiantes que outros países seguirão o exemplo da China.

Michel Temer

Egito e Chile

Outros dois parceiros comerciais, Chile e Egito, também anunciaram, neste sábado (25), que normalizaram as importações de carne brasileira.

O Serviço Agrícola e Pecuarista do Chile extinguiu a medida que restringia a importação de carne brasileira para o país. Já o Ministério da Agricultura do Egito declarou oficialmente ter certeza da qualidade da carne brasileira após exames realizados por três diferentes órgãos governamentais, que atestaram também que a produção de frango e carne bovina no Brasil está de acordo com as leis islâmicas.

A suspensão foi mantida nos três países apenas para os 21 frigoríficos que são alvo da Operação Carne Fraca da Polícia Federal.

Abertura da China à carne brasileira é "reconhecimento da confiabilidade"

Fonte: Portal Planalto