Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 02 > União entre governo federal e municípios vai fortalecer o Criança Feliz

Notícia

União entre governo federal e municípios vai fortalecer o Criança Feliz

Primeira infância

Primeira-dama da República, Marcela Temer, participa de encontro em Brasília para discutir mobilizações regionais do programa
por Portal Planalto publicado: 09/02/2017 12h45 última modificação: 09/02/2017 21h04
Foto: Guilherme Rosa/PR Embaixadora do Criança Feliz, Marcela Temer, destacou importância do engajamento dos municípios para o programa

Embaixadora do Criança Feliz, Marcela Temer, destacou importância do engajamento dos municípios para o programa

A primeira-dama da República, Marcela Temer, apontou a união entre governo federal, estados e municípios como principal fator para atingir o público-alvo do programa Criança Feliz. Nesta quinta-feira (9), Marcela participa, junto a ministros de Estado e primeiras-damas de capitais e unidades da federação, de uma discussão sobre mobilizações regionais do programa.

Em evento no Palácio do Alvorada, Marcela, que é embaixadora do programa, afirmou que a união será necessária para que a inciativa possa ser atingir o público-alvo e explicou que a intenção é fortalecê-lo nos municípios. “O Criança Feliz não é uma política pública que vai gerar resultados a curto prazo. É uma semente que está sendo plantada agora para que seja colhida nos próximos anos”, disse.

Para mobilizar a sociedade, o programa contará agora com o apoio de instituições como a Rede Sarah, Instituição Ayrton Senna e de representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Acompanhamento

“É fundamental o engajamento e o compromisso não só com o Criança Feliz, mas com as causas, sejam elas de natureza pública ou privada, sejam federais, estaduais, municipais, desde que estejam voltadas para a promoção do bem-estar das nossas crianças”, disse Marcela Temer.

Lançado em outubro de 2016, o Criança Feliz tem foco nos primeiros mil dias de vida. A iniciativa irá acompanhar crianças de 0 a 3 anos do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), incluindo as vítimas de microcefalia por zika vírus.

As famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados. Eles farão visitas domiciliares periódicas para estimular o desenvolvimento infantil. Além disso, o Criança Feliz integrará ações de várias áreas, como saúde, assistência social, educação, justiça e cultura.

Fonte: Portal Planalto