Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 02 > Temer e Macri buscam soluções conjuntas para fortalecer Brasil e Argentina

Notícia

Temer e Macri buscam soluções conjuntas para fortalecer Brasil e Argentina

Relações Bilaterais

Presidentes dos dois países assinaram acordos bilaterais relativos a comércio, segurança das fronteiras, saúde, integração, ciência e tecnologia
publicado: 07/02/2017 14h08 última modificação: 08/02/2017 11h54
Foto: Beto Barata/PR Presidente Michel Temer recebe o presidente argentino Maurício Macri

Presidente Michel Temer recebe o presidente argentino Maurício Macri

A busca por acordos, resultados concretos e soluções para desafios similares norteou as conversas entre os presidentes do Brasil, Michel Temer, e da Argentina, Maurício Macri, na manhã desta terça-feira (7). Após a assinatura de quatro acordos bilaterais, Temer ressaltou que a relação entre os dois países será baseada na procura de soluções que fortaleçam ambas as nações.

Na avaliação do presidente, há um “momento especial” de convergência gerado pelos desafios similares enfrentados por Brasil e Argentina. Em especial na economia e nas fronteiras da América Latina. “A urgência do crescimento econômico e da geração de empregos [são os desafios comuns]. Temos também, convenhamos, modos semelhantes de enfrentar esses desafios, reformas ambiciosas e fortalecimento da competitividade”, afirmou Temer, em declaração conjunta à imprensa.

Em encontro no Palácio do Planalto, os dois assinaram acordos bilaterais relativos a comércio e investimentos, segurança das fronteiras, integração e desenvolvimento fronteiriços, ciência e tecnologia. No fim da reunião, Temer lembrou que os dois países passam por momentos e desafios semelhantes.

Na visão de Temer, o encontro serviu também para reforçar a inexistência de tabus nas relações entre Brasil e Argentina. “Não há questões que por complexas que sejam, não possam ser tratadas e encaminhadas e solucionadas. E devo dizer até, que nessa reunião, nós buscamos resultados concretos”, disse.

O presidente argentino, que faz sua primeira viagem oficial ao País, reforçou a intenção de manter o diálogo com o Brasil. Em outubro passado, Temer visitou a nação sulamericana, principal parceiro comercial dentro da América Latina. “Eu quero que juntos possamos criar uma agenda concreta para os nossos países”, disse Macri.

No ano passado, a soma das exportações e importações entre o Brasil e a Argentina atingiu US$ 22,5 bilhões, com superávit de US$ 4,333 bilhões para o Brasil. As empresas brasileiras venderam para a Argentina, no ano passado, principalmente automóveis de passageiros (25% do total das exportações brasileiras para o país), veículos de carga (8,8%) partes e peças de veículos (6,5%) e outros produtos manufaturados (4,7%).

Infográfico Brasil Argentina

Fonte: Portal Planalto