Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 02 > Afif: reformas melhoram ambiente de negócios para empreendedores

Notícia

Afif: reformas melhoram ambiente de negócios para empreendedores

Economia

Presidente do Sebrae se reuniu nesta terça-feira (21) com Michel Temer para tratar de detalhes do programa Empreender Mais Simples
por Portal Planalto publicado: 21/02/2017 21h00 última modificação: 23/02/2017 16h58
portal planalto
Foto: Isac Nóbrega/PR Para Afif, queda da inflação e dos juros contribui para o aquecimento da economia

Para Afif, queda da inflação e dos juros contribui para o aquecimento da economia

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, disse nesta terça-feira (21) que as reformas elaboradas pelo governo para recuperação da economia começaram a dar resultados para a criação de um ambiente de negócios favorável ao empreendedorismo. Ele se reuniu com o presidente da República, Michel Temer, para tratar de detalhes do programa Empreender Mais Simples, lançado no mês passado.

“O primeiro sinal é a queda da inflação. Ela sinaliza a queda da taxa de juros. A queda da taxa de juros faz com que as pessoas comecem a se movimentar novamente na busca do consumo, do investimento, exatamente a voltar a roda da economia”, disse Afif em entrevista ao Portal Planalto. A expectativa de Afif é que em 2018 o Brasil esteja em "uma situação bem melhor”.

Empreender Mais Simples

Na reunião com Temer, o presidente do Sebrae apresentou detalhes da próxima etapa do programa Empreender Mais Simples, que visa ampliar o crédito e desburocratizar a gestão das micro e pequenas empresas (MPE).

Em março, 500 consultores estarão à disposição dos empresários para uso de mais de R$ 1,8 bilhão de recursos do Banco do Brasil para capital de giro. “São consultores com mais de 60 anos de idade que tenham tido uma experiência de mais de 15 anos em agência bancária atendendo pessoa jurídica”, explicou Afif.

“Hoje quem dá o crédito é o computador, que só lê garantia. Se tem garantia tem crédito, se não tem garantia não tem crédito. Agora, se o projeto é bom e não tem garantia, o Sebrae dá o aval desde que assistido por esse agente”, disse.

A expectativa de Afif é que 50 mil empresários sejam atingidos pela iniciativa. Atualmente, as MPE representam 98,5% dos negócios em operação no País.

Fonte: Portal Planalto

Assunto(s): Economia, Empresas