Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 01 > Temer defende eficiência do Estado e redução da burocracia

Notícia

Temer defende eficiência do Estado e redução da burocracia

Empreendimento

Presidente lançou programa que aumenta crédito e dá agilidade ao processo de gestão de micro e pequenas empresas
por Portal Planalto publicado: 18/01/2017 13h13 última modificação: 18/01/2017 19h48
Foto: Beto Barata/PR Presidente Michel Temer participou do lançamento do programa Empreender Mais Simples – menos burocracia, mais crédito

Presidente Michel Temer participou do lançamento do programa Empreender Mais Simples – menos burocracia, mais crédito

O presidente da República, Michel Temer, defendeu nesta quarta-feira (18) que o Estado deve assumir uma postura “menos cartorial e mais eficiente. Tem que garantir condições de financiamento mais racionais.

A afirmação foi feita durante o lançamento do programa Empreender Mais Simples – menos burocracia, mais crédito, em Brasília (DF).

O acordo de cooperação técnica com o Banco do Brasil e com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) tem o objetivo de reduzir a burocracia e orientar o acesso a crédito aos empresários de pequenos negócios. 

Um total de R$ 8,2 bilhões vai atender cerca de 40 mil empresas em dois anos. Do montante, R$ 1,2 bilhão será liberado por meio da linha Proger Urbano Capital de Giro, com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), e R$ 7 bilhões da linha BNDES Capital de Giro Progeren.

Em seu discurso, Temer também ressaltou como o governo federal tem agido para reduzir a burocracia do Estado. Ele lembrou que pediu a todos os ministroslogo após assumir a Presidência, um planejamento para aumentar a eficiência de suas pastas.

O presidente reiterou que a simplificação do sistema tributário será prioridade do governo e lembrou que já encaminhou quatro grandes reformas em oito meses de governo. Segundo ele, o trabalho já tem gerado efeitos positivos na economia, como a desaceleração da inflação, que fechou 2016 abaixo do teto da meta.

"O nosso governo é um governo das reformas”, disse. “Temos tido essa coragem. E essa coragem tem produzido efeitos concretos.”

 Fonte: Portal Planalto

registrado em: ,
Assunto(s): Empresas, Governo federal