Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 01 > A empresários, presidente mostra indicadores favoráveis ao investimento

Notícia

A empresários, presidente mostra indicadores favoráveis ao investimento

Atração de Investimentos

Entre os números apresentados por Michel Temer, estão o aumento da safra e o recorde da produção de petróleo. Ele destacou também a aprovação da PEC do teto de gastos
por publicado: 31/01/2017 15h08 última modificação: 31/01/2017 15h29
Foto: Beto Barata/PR Discurso na abertura da 2017 Latin America Investment Conference

Discurso na abertura da 2017 Latin America Investment Conference

O presidente da República, Michel Temer, apresentou nesta terça-feira (31) dados favoráveis da economia e as reformas elaboradas pelo governo para a retomada do crescimento do País a investidores brasileiros e estrangeiros. Ele participou em São Paulo da Conferência de Investimentos na América Latina 2017, realizada pelo banco Credit Suisse.

Durante seu discurso, o presidente da República Temer afirmou que o País vive um momento de “reerguimento”. Como base, citou números que demonstram este cenário: o recorde previsto para a safra de grãos 2016/2017, que deve atingir 215 milhões de toneladas; o número histórico na produção de petróleo e gás natural da Petrobras, com média de em 2016 de 2,14 milhões de barris por dia; e a geração de energia hidrelétrica de Itaipu, com mais de 103 milhões de megawatts-hora em 2016.

“São números formidáveis, como é formidável a força do Brasil. Em sintonia com os esforços de nossa sociedade, o governo tem feito o seu dever de casa”, disse.

Inflação

Além disso, Temer ressaltou aos investidores que, ao restabelecer o diálogo com o Congresso Nacional, o governo conseguiu pavimentar o caminho para avanços, como a aprovação da emenda à Constituição do teto dos gastos. “Com o teto dos gastos, nós garantiremos a gradual correção do déficit do Estado, sem prejudicar áreas vitais como saúde e educação. E é transformadora porque os orçamentos, no Brasil, a partir de agora, deixam de ser peças de ficção”, pontuou.

Uma das consequências das medidas de recuperação econômica tomadas pelo governo desde o ano passado foi encerrar o ano de 2016 com a inflação abaixo do teto da meta estabelecida. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,3% em dezembro, fechando o ano em 6,29%, o mais baixo desde 2013. O limite proposto pelo governo era de 6,5%. “E vamos reduzi-la ainda mais em 2017”, sinalizou.

Trabalhadores

Falando sobre a importância da parceria entre governo e iniciativa privada, Temer colocou a reforma trabalhista como ação fundamental para se alcançar uma relação racional, transparente e que contribua para a produtividade. Um dos pontos principais da reforma é dar força aos acordos feitos entre empregados e empresas em convenção coletiva de trabalho.

Para Temer, também é necessário estabelecer marcos normativos que possam dar segurança jurídica a todas as partes. Assim, propostas como o Crescer sem Medo e a governança das agências reguladoras ajudam o País como um todo. “Nisso ganha o povo brasileiro, ganham os trabalhadores e ganham os investidores. Os investidores saberão que terão um pouco mais de segurança nas matérias que acordarem com os trabalhadores”, disse.  

Fonte: Portal Planalto