Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2017 > 01 > Conselho de desenvolvimento tem cinco novos integrantes

Notícia

Conselho de desenvolvimento tem cinco novos integrantes

Conselhão

Portaria assinada por Michel Temer foi publicada nesta segunda-feira (30) no Diário Oficial da União. Eles já participam das próximas reuniões dos grupos de trabalho
por Portal Planalto publicado: 30/01/2017 20h58 última modificação: 31/01/2017 13h46
Foto: Beto Barata/PR Presidente Michel Temer comandou reunião do Conselhão em novembro passado

Presidente Michel Temer comandou reunião do Conselhão em novembro passado

O Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (30) trouxe portaria assinada pelo presidente da República, Michel Temer, com a nomeação dos cinco novos integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES). Órgão consultivo da Presidência da República, o Conselhão tem como objetivo elaborar propostas que poderão ser transformadas em novas políticas públicas ou aperfeiçoar políticas já existentes.

Passam a fazer parte do Conselhão a presidente e sócia-fundadora da Beleza Natural, Leila Velez; a CEO da joalheria Pandora no Brasil, Rachel Maia; o presidente do Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa (Simde) e da Condor Tecnologias Não Letais, Carlos Erane de Aguiar; o presidente do Grupo Bom Futuro, Erai Maggi Scheffer; e o executivo Nelson Narciso Filho, acionista da NNF Energy Consultancy e consultor da FGV Energia.

Criado em 2003, o novo Conselhão foi inaugurado pelo presidente da República, Michel Temer, em 21 de novembro. Na oportunidade, ele deu posse a 59 novos conselheiros e, com isso, renovou o órgão consultivo em quase 70%. Essas mudanças ainda tornaram o grupo mais plural ao elevar a participação feminina em 65%.

A principal função do Conselhão é colaborar com o desenvolvimento de políticas públicas que leve o Brasil a superar a recessão e retomar o crescimento e a geração de emprego. Ele é formado por representantes da sociedade civil, como empresários, pesquisadores, médicos, artistas, sindicalistas e professores, entre outras profissões. Os novos integrantes já participam das reuniões dos grupos de trabalho nesta semana.

Fonte: Portal Planalto