Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 12 > Valor das aposentadorias terá novo cálculo com reforma da Previdência

Notícia

Valor das aposentadorias terá novo cálculo com reforma da Previdência

Reforma da Previdência

Nova fórmula para calcular aposentadoria e benefícios está entre os principais pontos da proposta
por Portal Planalto publicado: 06/12/2016 18h24 última modificação: 06/12/2016 18h25
Marcos Santos /USP Imagens Trabalhadores terão de contribuir por 25 anos para a Previdência

Trabalhadores terão de contribuir por 25 anos para a Previdência

Além de modificar a idade mínima para a aposentadoria e definir novo tempo de contribuição, a reforma da Previdência também alterou a forma de calcular o valor que o trabalhador vai receber ao se aposentar. .

Caso a PEC que muda as regras da Previdência seja aprovada, o valor da aposentadoria passa a ser calculado por uma nova fórmula. O benefício vai corresponder a 51% da média dos salários de contribuição.

Além disso, para cada ano que o trabalhador contribuiu, esse valor será aumentado em um ponto percentual. O trabalhador com 25 anos de contribuição e 65 de idade vai se aposentar com renda igual a 76% do seu salário de contribuição.

As regras permitem, no entanto, que esse valor aumente. Se o trabalhador ficar na ativa e contribuir por mais 12 meses, ele vai receber o equivalente a 77% do seu salário de contribuição e isso sobe sucessivamente até atingir os 100%. Caso ele resolva trabalhar por mais cinco anos, receberá o equivalente a 81%.

No caso de aposentadorias por incapacidade permanente, o valor corresponderá a 100% da média das remunerações. No entanto, isso vale apenas para as incapacidades permanentes quando decorrentes de acidente de trabalho.

Como fica o cálculo da pensão por morte

Os cálculos dos valores das pensões por morte também foram alterados no texto. Neste caso, a renda será equivalente a 50% do valor da aposentadoria que o segurado teria a receber ou do valor que ele recebia. Esse valor ainda será acrescido de 10 pontos percentuais por dependente.

Se um aposentado falecer e deixar dois filhos e esposa, o valor do benefício será equivalente a 80% do valor da aposentadoria que o segurado recebia. Se fosse uma esposa e quatro filhos, o benefício será de 100% da remuneração.

Fonte: Portal Planalto, com informações da Secretaria de Previdência Social