Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 12 > Temer presta homenagens às vítimas de desastre aéreo

Notícia

Temer presta homenagens às vítimas de desastre aéreo

Tragédia

Presidente vai entregar a Medalha da Ordem do Mérito Desportivo como reconhecimento aos serviços prestados às pessoas que estavam no voo que caiu em Medellín
por Portal Planalto publicado: 02/12/2016 19h41 última modificação: 02/12/2016 19h41
Foto: Daniel Isaia/Agência Brasil Chapecoense participaria na Colômbia da primeira partida da final da Copa Sulamericana

Chapecoense participaria na Colômbia da primeira partida da final da Copa Sulamericana

O presidente da República, Michel Temer, vai até Chapecó (SC) neste sábado (3) para prestar homenagem aos brasileiros mortos no acidente com o avião que levava a delegação da Chapecoense e jornalistas para Medellín, na Colômbia, na última terça-feira (29).

Está prevista para amanhã a chegada dos aviões da Força Aérea Brasileira transportando os corpos dos mortos na tragédia. Antes do pouso das aeronaves, Temer vai entregar às famílias a Medalha da Ordem do Mérito Desportivo como reconhecimento do governo federal e do povo brasileiro pelos serviços prestados ao País por todos os que estavam naquele voo.

A medalha foi criada em 1954 pelo então presidente da República Café Filho com a intenção de homenagear cidadãos brasileiros e distinguir estrangeiros que, por motivo relevante, no setor desportivo, se tornem merecedores do reconhecimento nacional.

A equipe catarinense participaria na última quarta-feira (30) da primeira partida da final da Copa Sulamericana contra o Atlético Nacional. Fundada em 1973, a Chapecoense estava na Série A do Campeonato Brasileiro desde 2014 e fazia neste ano a melhor temporada de sua história.

Chegada

Os corpos foram todos identificados nessa quinta-feira (1º) pelo Instituto Médico de Medellín e a previsão é que cheguem ao Brasil na manhã de sábado. Funcionários do ministério das Relações Exteriores ajudaram as famílias com os trâmites burocráticos para o retorno ao país.

Das 71 vítimas fatais do acidente, 64 são brasileiras. Delas, 50 serão transportadas para Santa Catarina em três aviões da FAB e as outras 14 vão retornar ao país por São Paulo em voos privados.

Após o ato de recepção no aeroporto, os corpos seguem em caravana para a Arena Condá, estádio da Chapecoense, onde haverá um velório coletivo. A previsão é que cerca de 100 mil pessoas acompanhem a despedida.

Segundo a Chapecoense, aproximadamente 900 jornalistas de 184 emissoras de 15 países solicitaram credenciamento para a cobertura das homenagens na Arena Condá.

Fonte: Portal Planalto