Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 12 > Temer convoca população para auxiliar no combate ao Aedes aegypti

Notícia

Temer convoca população para auxiliar no combate ao Aedes aegypti

Mobilização

Para o presidente da República, participação da sociedade é fundamental para derrotar o mosquito vetor da dengue, zika e chikungunya
por Portal Planalto publicado: 02/12/2016 11h12 última modificação: 02/12/2016 15h48
Foto: Marcos Corrêa/PR Por videoconferência, presidente acompanhou os trabalhos nas salas de controle do mosquito nos estados

Por videoconferência, presidente acompanhou os trabalhos nas salas de controle do mosquito nos estados

O presidente da República, Michel Temer, convocou os brasileiros, nesta sexta-feira (2), para ajudarem no combate ao mosquito Aedes aegypti. Temer participou durante a manhã das ações do Dia Nacional de Combate ao Mosquito Transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Por meio de uma videoconferência, o presidente ainda acompanhou o trabalho das salas de Coordenação e Controle ao Aedes aegypti.

Ele destacou que a campanha de mobilização deste ano teve um aumento de cerca de 28% na participação dos municípios em relação ao ano passado e ressaltou a importância de cada cidadão fazer o seu papel no combate ao mosquito. "Espero que vocês possam nos ajudar neste combate", afirmou.

Na visão do presidente, o aumento se deve a uma maior conscientização da necessidade do combate ao mosquito vetor de diversas doenças. Temer reforçou que as preocupações são grandes não apenas pelas enfermidades, mas também pelas consequências posteriores. “Nós vamos derrotá-lo", disse Temer. 

Queda

"É uma luta incessante. Mas que será vitoriosa", disse. A queda de 5,5% nos casos de dengue em relação ao ano passado também foi ressaltada pelo presidente. Até 22 de outubro, foram confirmados 1.485.355 casos, enquanto no mesmo período de 2015, esse número era de 1.543.000.

Como parte das ações do Dia Nacional de Combate ao Mosquito, os ministros de Estado visitarão várias capitais para conscientizar a população. 

O mutirão será realizado em órgãos públicos e estatais, unidades de saúde, escolas, residências, canteiros de obras e outros locais, marcando a intensificação das ações de combate e, consequentemente, impedindo a proliferação do mosquito.

Fonte: Portal Planalto 

Assunto(s): Saúde, Governo federal