Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 12 > Temer agradece apoio do presidente e autoridades colombianas

Notícia

Temer agradece apoio do presidente e autoridades colombianas

Tragédia

Nas correspondências enviadas, presidente brasileiro ressaltou o profissionalismo das equipes de resgaste da Colômbia e as homenagens às vítimas da tragédia
por Portal Planalto publicado: 02/12/2016 21h20 última modificação: 02/12/2016 21h20
Foto: Alcaldía de Medellín Presidente afirmou que guardará na memória a homenagem feita pelo povo de Medellín às vítimas do desastre

Presidente afirmou que guardará na memória a homenagem feita pelo povo de Medellín às vítimas do desastre

Em correspondências enviadas às autoridades colombianas nesta sexta-feira (2), o presidente da República, Michel Temer, agradeceu o profissionalismo das equipes de resgaste e as “inúmeras expressões” de grandeza e generosidade do povo da Colômbia. Na terça-feira (29), o avião que levava a equipe da Chapecoense e jornalistas brasileiros caiu antes de chegar a Medellín, deixando 71 mortos e cinco feridos.

No total, foram enviadas três correspondências assinadas pelo presidente da República. Uma endereçada ao presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos; outra ao governador de Antioquia, Luis Pérez Gutiérrez; e a última ao prefeito da Medellín, Federico Gutiérrez.

No documento ao presidente colombiano, Temer reconheceu o profissionalismo na busca e resgaste das vítimas do desastre aéreo. E fez referência à emoção causada pelas diversas homenagens que torcedores do Atlético Nacional, adversário da Chapecoense na final da Copa Sulamericana, e a população da Colômbia têm feito nos últimos dias.

O presidente brasileiro citou, na correspondência enviada ao governador de Antioquia, a cerimônia de homenagem no Estádio Atanásio Girardot, palco da primeira partida da final, e as mensagens pessoais de pessoas comuns. “Guardaremos na memória, para sempre, inúmeras expressões da grandeza e da generosidade do povo colombiano”, disse Temer.

A cerimônia de quarta-feira foi organizada pela direção do Atlético Nacional e pela prefeitura de Medellín e contou com a presença de mais de 40 mil pessoas dentro do estádio. Outras 100 mil ficaram do lado de fora. Os ministros das Relações Exteriores, José Serra, e da Cultura, Roberto Freire, acompanharam pessoalmente a homenagem em nome do governo brasileiro.

“A cidade de Medellín oferece-nos inesquecível lição de humanidade: mais do que apoiar, com presteza e dedicação, os sobreviventes e os familiares dos mortos, sua gente une-se incondicionalmente a nossa dor”, afirmou o presidente brasileiro, na mensagem enviada ao prefeito da cidade, Federico Gutiérrez.

Fonte: Portal Planalto