Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 12 > Governo libera R$ 1,2 bi para modernização do sistema penitenciário

Notícia

Governo libera R$ 1,2 bi para modernização do sistema penitenciário

Sistema Penitenciário

Portaria que regulamenta a MP 755/2016 garante distribuição rápida da verba para construção de presídios e compra de equipamentos pelos estados
por Portal Planalto publicado: 28/12/2016 18h44 última modificação: 29/12/2016 11h43
portal planalto
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil Do total da verba, R$ 799 milhões são destinadas a construção de presídios

Do total da verba, R$ 799 milhões são destinadas a construção de presídios

O presidente da República, Michel Temer, autorizou, nesta quarta-feira (28), o repasse aos governos estaduais no valor de R$ 1,2 bilhão do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Em pronunciamento hoje, o porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, informou que os recursos serão destinados à construção de penitenciárias e ações de qualificação do sistema penal. 

Segundo Parola, o repasse representa o maior investimento no sistema penitenciário da história do Brasil. Ele se ampara na portaria que regulamenta a Medida Provisória 755/2016, que trata de repasse de Fundo Penitenciário Nacional aos entes da federação. “A nova legislação permite acelerar os investimentos nesta área, que tem carências históricas”, disse.

O Ministério da Justiça informou que a portaria estabelece critérios objetivos para os repasses, permitindo que as transferências sejam feitas diretamente e de maneira automática, sem a necessidade de assinatura de convênios, para os fundos penitenciários de cada estado, Distrito Federal ou municípios.

Do valor total do investimento, R$ 799 milhões serão destinados à construção de penitenciárias nas unidades da Federação, garantindo a abertura das vagas necessárias para a diminuição da superlotação, com o aprimoramento da infraestrutura e maior racionalização e modernização do sistema penal.

Scanners

Outros R$ 321 milhões serão destinados à promoção da cidadania, de alternativas penais, de controle social e de qualificação em serviços penais. Nessa categoria, ficam previstas a aquisição de novos equipamentos como scanners, que substituirão as revistas pessoais das pessoas que visitam os presos.

“A liberação desses recursos deve permitir que se coloquem em marcha o mais brevemente possível as medidas e os investimentos não somente para modernizar, mas também para humanizar as condições do sistema prisional em nosso País”, afirmou Parola.

Fonte: Portal Planalto