Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 12 > Em encontro com Temer, empresários dão apoio à reforma da Previdência

Notícia

Em encontro com Temer, empresários dão apoio à reforma da Previdência

Reforma da Previdência

Aos representantes da indústria, presidente da República reforçou a necessidade de mudar o atual sistema previdenciário do País
por Portal Planalto publicado: 06/12/2016 13h05 última modificação: 08/12/2016 14h39
Temer recebeu representantes da CNI, do Sesi e de federações industriais no Palácio do Planalto

Temer recebeu representantes da CNI, do Sesi e de federações industriais no Palácio do Planalto

Em reunião com o presidente da República, Michel Temer, presidentes de federações industriais demonstraram apoio à proposta da reforma da Previdência, enviada nesta terça-feira (6) ao Congresso Nacional. No encontro, que contou com a presença dos presidentes do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Temer reforçou a necessidade da medida para garantir a sustentabilidade do sistema previdenciário.

Este foi o quarto encontro com presidentes de federações de indústrias, organizado pelo Sesi e pela CNI. A meta dessas reuniões é discutir ações voltadas ao crescimento da economia e à geração de empregos no País.

Em entrevista exclusiva ao Portal Planalto, o presidente do Conselho Nacional do Sesi, João Henrique de Almeida Sousa, afirmou que os presidentes das federações das indústrias do Maranhão, do Pará, do Amazonas e do Acre demonstraram apoio à reforma no sistema previdenciário.

“É uma reforma extremamente necessária, compreendida pelos empresários que participaram da reunião, que se comprometeram inclusive a difundir aquela ideia e de fazer por onde a população entenda da necessidade dessa reforma”, afirmou.

Sousa acrescentou que, durante a reunião, o presidente da República “demonstrou de forma muito clara que, sem reforma da Previdência, muito possivelmente por volta de 2020, 2024 o Brasil não teria mais como arcar com o pagamento da Previdência Social”.

O presidente do Conselho Nacional do Sesi destacou ainda que os empresários dão “apoio integral” à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos públicos. A PEC 55 deve ser votada em segundo turno no plenário do Senado, na próxima semana. Se for aprovada, segue para promulgação pelo Congresso Nacional.

Fonte: Portal Planalto