Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 12 > Ações contra o Aedes são concentradas em sala de coordenação nacional

Notícia

Ações contra o Aedes são concentradas em sala de coordenação nacional

Mobilização

Intenção é evitar a proliferação do mosquito transmissor de doenças como dengue, chinkungunya e zika
publicado: 02/12/2016 13h03 última modificação: 02/12/2016 15h34
Foto: Marcos Corrêa/PR Situação dos estados e municípios é monitorada por meio da Sala de Controle

Situação dos estados e municípios é monitorada por meio da Sala de Controle

O período de chuvas em diversas regiões do Brasil resultou na intensificação dos trabalhos da Sala Nacional de Coordenação e Controle ao Aedes aegypti. No local são concentrados o gerenciamento e o monitoramento das ações de nove ministérios no combate à dengue, chinkungunya e ao zika vírus.

Pela Sala Nacional, é possível verificar quantidade de visitas que os agentes de combate ao mosquito realizaram nos municípios e identificar aqueles que estão com dificuldades no controle do transmissor das doenças. Na manhã desta sexta-feira (2), o presidente da República, Michel Temer, participou de uma videoconferência com os coordenadores das salas nos estados e fez um apelo para reforçar as ações de prevenção.

Além do trabalho das salas, o coordenador da Sala Nacional, Rodrigo Frutosa, ressalta que é importante a população se mobilizar para combater o Aedes. “Como está iniciando agora o período de chuvas, em várias regiões do País há essa preocupação de fazer essa mobilização, de chamar a população para o enfrentamento do Aedes para que a gente possa minimizar o número, a incidência desse mosquito transmissor. ”

Hoje, o Brasil tem cerca de 1,9 mil salas de controle do mosquito nos municípios, uma sala interfedarativa, que controla a situação em Goiás e no Distrito Federal, e uma binacional, que se encontra no Amazonas e atua em conjunto com a Colômbia.

Fonte: Portal Planalto 

Assunto(s): Saúde, Governo federal