Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 11 > Nova visão da CPLP inclui cooperação econômica e empresarial

Notícia

Nova visão da CPLP inclui cooperação econômica e empresarial

Língua Portuguesa

Secretária executiva da comunidade afirmou que uma das metas dos países-membros é ampliar o peso internacional do grupo
por Portal Planalto publicado: 01/11/2016 16h02 última modificação: 01/11/2016 16h17
Foto: Marcos Corrêa/PR Maria do Carmo Trovoada Silveira será a secretária-executiva do grupo para o próximo biênio

Maria do Carmo Trovoada Silveira será a secretária-executiva do grupo para o próximo biênio

A nova visão estratégica definida na XI Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) inclui a cooperação econômica e empresarial como um novo desafio aos países do bloco. Além disso, de acordo com a nova secretária executiva do grupo, Maria do Carmo Trovoada Silveira, há a intenção de ampliar o peso internacional da CPLP.

Natural de São Tomé e Príncipe, Maria do Carmo será a secretária executiva da no biênio 2016-2018, quando o Brasil presidirá o grupo. “Isso porque os países da CPLP chegaram à conclusão de que é uma comunidade que tem um enorme potencial, pelo fato de estar distribuída em quatro continentes e ter países com recursos humanos, naturais e estratégicos”, explicou, em entrevista exclusiva ao Portal Planalto.

Na entrevista, a nova secretária executiva afirmou que outra meta dos nove países-membros é ampliar o peso internacional da comunidade. Segundo Maria do Carmo, a importância das nações de língua portuguesa vem crescendo ao longo dos 20 anos de existência da CPLP. Ela deu como exemplo a recente eleição do português Antonio Guterres para secretário-geral da ONU.

Assim como representantes de outros países que participaram da XI Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, encerrada nesta terça-feira (1º), em Brasília, a secretária executiva avalia que a comunidade precisa chegar aos cidadãos para alcançar os objetivos propostos. “É preciso que as pessoas saibam o que é CPLP, que sintam a CPLP e que se sintam envolvidos no projeto da CPLP.”

Fonte: Portal Planalto