Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 11 > Meirelles: "é preciso otimizar o uso de recursos públicos"

Notícia

Meirelles: "é preciso otimizar o uso de recursos públicos"

CDES

Durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o ministro da Fazenda defendeu reforma fiscal como essencial para o crescimento do País
por Portal Planalto publicado: 21/11/2016 15h23 última modificação: 22/11/2016 10h55
Beto Barata/PR Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apresentou informações econômicas durante o Conselhão

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apresentou informações econômicas durante o Conselhão

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que as contas públicas, com as regras atuais, permaneceriam em uma tendência insustentável. Segundo ele, se nada fosse feito, em pouco tempo, a dívida pública ficaria maior que o Produto Interno Bruto (PIB  soma de todas as riquezas produzidas pelo país).

A fala de Meirelles ocorreu durante a primeira reunião do novo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), também conhecido como Conselhão. O ministro fez uma apresentação das condições econômicas e das contas públicas. Ele ainda defendeu a importância das reformas para o Brasil voltar a crescer.

“É preciso otimizar o uso de recursos públicos”, observou. “É necessário reformar a previdência e é necessário reduzir a rigidez do Orçamento”, argumentou. Meirelles explicou que 75% das despesas do setor público são fixadas pela Constituição e que isso leva um aumento das despesas em ritmo superior ao avanço da arrecadação.

Ele calculou que o País seria outro se a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria um limite para a expansão dos gastos públicos tivesse sido aprovada em 2006. “Teríamos uma despesa bruta total equivalente à metade da que nós temos hoje”, projetou.

Para Meirelles, a implementação de reformas estruturais voltadas ao crescimento e ao aumento da competitividade vai tirar peso da sociedade. O governo, segundo ele, precisará de menos para se financiar, o que deixa mais recursos para o setor privado tirar projetos da gaveta. “É importante a participação de todos, é importante que estejamos engajados nos próximos passos”, afirmou.

O que é o Conselhão?

O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) é um colegiado composto por representantes da sociedade civil. Esse grupo tem a missão de fazer o assessoramento direto do presidente da República. É o único conselho que trata de todas as áreas de atuação do Poder Executivo.

Os conselheiros constituem um fórum qualificado para discutir políticas públicas e propor medidas que estimulem o desenvolvimento do País.

Fonte: Portal Planalto