Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 11 > Acordo com governadores vai ajudar estados a quitar o 13º salário

Notícia

Acordo com governadores vai ajudar estados a quitar o 13º salário

Equilíbrio de Contas

Para o ministro da Fazenda, pacto firmado ontem deve contribuir também para evitar novas crises fiscais
por Portal Planalto publicado: 23/11/2016 14h34 última modificação: 23/11/2016 17h06
Foto: Isac Nóbrega/PR Henrique Meirelles durante coletiva à imprensa após encontro de Michel Temer com governadores

Henrique Meirelles durante coletiva à imprensa após encontro de Michel Temer com governadores

Em entrevista exclusiva ao Portal Planalto, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o repasse de R$ 5 bilhões do governo federal contribuirá para que estados e Distrito Federal possam pagar o 13° salário a servidores e pensionistas. Os recursos são parte da multa paga na repatriação de recursos do exterior e a medida faz parte do pacto nacional pelo equilíbrio de contas firmado em reunião, nesta terça-feira (23), do presidente Michel Temer com os governadores.

“Estamos repartindo uma multa recebida dentro do Programa de Repatriação de Capitais com os estados. E isto vai viabilizar para que muitos estados possam pagar o seu 13° [salário] e cumprir seus compromissos de final de ano”, declarou o ministro.

Na entrevista, Meirelles, destacou também o compromisso firmado pelos governadores com medidas de ajuste fiscal como solução de longo prazo para evitar que os estados voltem a enfrentar uma crise fiscal como a atual. "O mais importante é o ajuste fiscal dos estados, é aquilo que diminui as despesas dos estados permitindo que eles mais à frente possam cumprir os seus compromissos”, afirmou o ministro.

A realização deste ajuste fiscal global, envolvendo todas as esferas de governo, apontou Meirelles, permitirá também a recuperação da economia brasileira. Dentre outras consequências positivas, proporcionará um aumento na arrecadação de municípios, estados e governo federal.

Na visão do ministro, o conjunto de medidas revela o compromisso do governo com a retomada do crescimento econômico e com o benefício a todos os brasileiros.

Meirelles revelou a preocupação do governo em fazer o País voltar a gerar empregos e a aumentar a renda dos trabalhadores brasileiros. "Isto é o que tem de ser de fato priorizado no nosso trabalho e no trabalho de todos, que é o que estamos fazendo. Visando a que a economia volte a crescer, o desemprego caia, empregos possam voltar a ser criados, a inflação caia e a renda dos brasileiros melhore”, afirmou.

Fonte: Portal Planalto