Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 11 > Forças Armadas mantêm missão de paz no Haiti e atuam em eleições brasileiras

Notícia

Forças Armadas mantêm missão de paz no Haiti e atuam em eleições brasileiras

Seis meses de governo

Até outubro, 251 ações de ajuda humanitária às vítimas do Furacão Matthew, no Haiti, foram realizadas. No Brasil, 2º turno das eleições municipais contou com cerca de 13 mil militares
por Portal Planalto publicado: 12/11/2016 11h27 última modificação: 12/11/2016 11h27

Cerca de cinco mil brasileiros, dentre civis e militares, contribuíram para ações de apoio ao Haiti, após o país ser atingido pelo furacão Matthew, no início de outubro, o que causou inundações e desabamentos, deixando várias famílias desabrigadas.

Até outubro, mais de 251 missões de ajuda humanitária às vítimas na região foram realizadas por integrantes das Forças Armadas do Brasil.

Os militares também atuaram no reforço da segurança durante as eleições municipais deste ano. No segundo turno, realizado no dia 30 de outubro, cerca de 13 mil militares da Marinha, Exército e Aeronáutica garantiram que o processo de votação e apuração ocorressem com tranquilidade.

Forças de paz

Tropa militar está preparada para missão de paz no Haiti

O Batalhão de Força de Paz irá compor o 25º Contingente Brasileiro para a Missão de Estabilização do Haiti. A tropa, que já está pronta para o embarque a Porto Príncipe, conta com militares da Marinha, Exército e Aeronáutica.

Forças Armadas enviam militares para Missão de Estabilização do Haiti

 Um grupo de 62 militares da Marinha e do Exército partiu para o Haiti no dia 17 de outubro para trabalhar na manutenção de equipamentos de informática, saúde, armamento, refrigeração e viaturas da Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah).

Brasil enviou quase 5 mil pessoas para apoiar o Haiti após furacão

O Contingente Brasileiro de Força de Paz (Contbras) cumpriu, até o dia 22 de outubro, 251 missões voltadas para ajuda humanitária às vítimas do Furacão Matthew. No total, 4.920 pessoas, dentre civis e militares, contribuíram com o esforço conjunto de apoio ao Haiti.

Ministério da Integração envia 120 barracas ao Haiti

O Ministério da Integração Nacional enviou, por meio do Boeing 767 da Força Aérea Brasileira (FAB), 120 barracas para a capital haitiana, Porto Príncipe. A ação foi realizada com o objetivo de auxiliar as famílias atingidas e oferecer atendimento aos feridos pelo furacão Matthew. 

FAB inicia auxílio às vítimas do furacão Matthew no Haiti

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou sua primeira missão para auxiliar as vítimas do furacão Matthew no Haiti. O Boeing 767-300 ER do Esquadrão Corsário (2°/2°GT) decolou de Brasília direto para a capital Porto Príncipe, levando 20 toneladas de material de apoio logístico doados pelo Ministério da Integração Nacional. 

No Brasil

Segundo turno das eleições municipais teve reforço de 13 mil militares

O processo de votação e apuração do 2º turno das eleições municipais contou com cerca de 13 mil militares da Marinha, Exército e Aeronáutica para reforçar a segurança. A ação visou manter as condições necessárias para que a população exercesse a cidadania e votasse com tranquilidade em 30 de outubro.

Defesa na Paralimpíada contou com cerca de 50 aeronaves

As aeronaves da Força Aérea Brasileira, entre veículos aéreos não tripulados e helicópteros, fizeram o monitoramento e o policiamento aéreo em áreas estratégicas para a segurança do evento no Rio de Janeiro. Também ficaram de prontidão em outros pontos do País para acionamento em casos emergenciais.

Militares levaram atendimento médico a indígenas em expedição na Amazônia

Militares do Exército e da Aeronáutica realizaram atendimento médico e cirúrgico para a população indígena do Alto Rio Negro, localizada no município de São Gabriel da Cachoeira (AM). As equipes da 36ª Expedição Cirúrgica e Clínica à Amazônia levaram tratamento inédito de tracoma/triquíase, na região de Iauareté, localizado às margens do Rio Negro.

Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério da Defesa