Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 11 > FAB dará assistência às famílias das vítimas de acidente aéreo

Notícia

FAB dará assistência às famílias das vítimas de acidente aéreo

Tragédia

De acordo com o Ministério da Defesa, aeronaves serão colocadas à disposição para o traslado dos parentes
por Portal Planalto publicado: 29/11/2016 11h17 última modificação: 30/11/2016 14h41
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Ministro da Defesa destacou também especialistas em resgaste e investigações

Ministro da Defesa destacou também especialistas em resgaste e investigações

Como uma forma de dar assistência às famílias das vítimas do acidente aéreo que ocorreu em Medellín, na Colômbia, a Força Aérea Brasileira (FAB) vai colocar à disposição aeronaves para fazer o traslado dos parentes e também para trazer os corpos dos mortos ao Brasil.

De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, uma aeronave C99 da FAB vai levar, ainda nesta terça-feira (29), o prefeito de Chapecó, Luciano Burigon, e mais 12 auxiliares para ajudar na identificação das vítimas. Outro avião, um C130, deverá trazer de volta ao Brasil os corpos dos brasileiros que estavam no voo da empresa boliviana Lamia.

Em entrevista ao Portal Planalto,  Jungmann adiantou que o transporte será feito assim que as autoridades colombianas finalizarem todos os procedimentos burocráticos e de identificação das vítimas.

Resgate

O ministro da Defesa também informou que mais duas aeronaves da Força Aérea Brasileira estão de prontidão para o que for necessário, inclusive o transporte de familiares dos jogadores da Chapecoense e jornalistas brasileiros mortos na queda do avião. 

O Ministério da Defesa determinou ainda que uma equipe de profissionais especializados em resgate, do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARA-SAR), fique de prontidão para auxiliar no resgate e traslado dos brasileiros vítimas do acidente. Além disso, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) está à disposição das autoridades colombianas para contribuir com a investigação.

Desastre

Autoridades colombianas informaram, nesta terça-feira (29), que pelo menos 70 pessoas morreram durante a queda do avião. Entre as vítimas estavam jogadores e equipe técnica da Chapecoense, além de jornalistas brasileiros. O time disputaria nesta quarta (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, da Colômbia.

Na manhã desta terça-feira (30), o presidente Michel Temer divulgou nota oficial em que determina o apoio da Aeronáutica e decreta luto oficial de três dias pela morte dos brasileiros na queda do avião.

Fonte: Portal Planalto