Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Temer incentiva empresas dos países do BRICS a investirem no Brasil

Notícia

Temer incentiva empresas dos países do BRICS a investirem no Brasil

Brasil no BRICS

Em reunião do Conselho Empresarial do grupo de países, Temer destacou cenário brasileiro de estabilidade política e segurança jurídica
por Portal Planalto publicado: 16/10/2016 09h14 última modificação: 16/10/2016 12h41
Foto: Isac Nóbrega/PR Temer participa da Reunião com o conselho Empresarial do BRICS

Temer participa da Reunião com o conselho Empresarial do BRICS

Ao participar da reunião do Conselho Empresarial do BRICS, neste domingo (16), o presidente Michel Temer incentivou o empresariado dos demais países do grupo a investir no Brasil e encorajou o investidor que já está no País a ampliar sua presença.

“Convido as empresas dos países do BRICS a investirem no Brasil  a participarem desse novo momento. As senhoras e os senhores encontrarão um País com estabilidade política, com segurança jurídica e com grande mercado consumidor”, destacou o presidente.

Em seu discurso, Temer elencou as medidas que estão sendo colocadas em curso pelo governo federal para a melhoria do ambiente de negócios, com desburocratização de processos, redução de custos de operação e previsibilidade jurídica. As regras estáveis do Programa de Parcerias de Investimentos, destacou Temer, apresenta oportunidades de investimento em 34 projetos iniciais nas áreas de portos, aeroportos, rodovias, ferrovias, energia, óleo e gás.

O presidente frisou também a retomada da confiança da indústria e do consumidor como resultado das primeiras medidas do governo, como o ajuste fiscal. E ressaltou também que a inflação já apresenta sinais de desaceleração.

Em contrapartida, instou a comunidade empresarial brasileira a conhecer mais as oportunidades de negócios existentes na Índia, na China, na África do Sul e na Rússia.

O presidente reafirmou ainda o compromisso brasileiro com o diálogo entre o BRICS e o setor privado. “Confio na capacidade de este Conselho fomentar parcerias entre nossos empresários e ser um catalizador de novos negócios”, declarou.

Fonte: Portal Planalto